in

Casa TIM 5G é destaque no HackTown 2019

TIM apoia, pela primeira vez, festival de inovação. O espaço terá soluções que ganharão relevância com a chegada do 5G

A TIM vai transformar a casa em que hoje funciona um projeto de inclusão social e educação tecnológica na CASA TIM 5G. O espaço – que também já foi uma república de estudantes – funcionará durante o HackTown 2019, festival de inovação que será apoiado, pela primeira vez pela operadora. O evento acontecerá em Santa Rita do Sapucaí (MG), de 5 a 8 de setembro.

A Casa TIM 5G terá diversos ambientes para demonstrar de forma interativa soluções que passarão a ser acessíveis com a chegada da tecnologia de quinta geração, instalada pela operadora em parceria com a Ericsson. No local, os visitantes vivenciarão uma verdadeira imersão no 5G e poderão entender como a tecnologia influenciará seu cotidiano no futuro – em áreas como saúde, educação, segurança, entretenimento e games – e o meio em que vive e o seu trabalho, com demonstrações de cidades inteligentes, indústria, entre outros.

As demonstrações utilizam tecnologia 5G real, em fase de testes, instalada por meio da rede da TIM, mediante licença específica da Anatel. O espaço terá casos desenvolvidos em parceria com Ericsson, Qualcomm, Cisco e Inatel, além da ABB, da Intel e da LG. A Agência Hype é a responsável por idealizar a ambientação e o projeto visual da Casa TIM 5G.

O HackTown está em sua quinta edição e traz mais de 600 palestras, shows e workshop simultâneos para a cidade de Santa Rita do Sapucaí, no sul de Minas Gerais. O município de apenas 36 mil habitantes é um pólo de inovação, abrigando instituições de ensino e mais de 160 empresas de tecnologia, ganhando o apelido de “Vale da Eletrônica”.

Comunicado de Imprensa

Este conteúdo é de inteira responsabilidade da assessoria de imprensa

*Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Antes de comentar, leia os Termos e Condições de Uso.

Deixe sua opinião

PUBLICIDADE

Loading...
Foto: Divulgação

Falta de estudos técnicos sobre privatização preocupa OAB

Georgina Amarelo Colégio Estadual Georgina de Melo. Foto: Divulgação

Escolas mobilizam estudantes em ações pedagógicas de prevenção ao suicídio