Veículos especiais e raros: confira os carros que podem receber placa preta em 2023
Siga nossas redes

Busque no site

Publicidade

Notícia

Veículos especiais e raros: confira os carros que podem receber placa preta em 2023

Trata-se de um “troféu” dado aos carros que sustentaram ao menos 80% de originalidade e conservação por 30 anos

Leitura: 4 minutos
(Créditos: Quatro Rodas)
(Créditos: Quatro Rodas)

Visando conservar os veículos históricos em suas características originais, os carros de coleção foram regulamentados pelo Código Nacional de Trânsito (CTB). Reconhecidos e prezados pela sua originalidade, os carros que completaram 30 anos de produção em 2023 podem ser considerados colecionáveis e obter a placa preta. A conquista da placa atua como uma forma de valorização do bem, que terá um melhor valor de revenda, devido ao estado de boa conservação.

Devido ao padrão Mercosul de emplacamento adotado em 2020, a utilização da placa preta foi suspensa. Com isso, os veículos de colecionadores passaram a utilizar placas com fundo branco e letras prateadas, como forma de se diferenciarem dos modelos comuns. No entanto, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) aprovou em junho de 2022 a resolução 887/21, que regulamenta o retorno da placa com fundo preto e letras brancas.

Para conseguir a tão sonhada placa preta, é necessário adquirir o certificado de originalidade, emitido após uma inspeção veicular realizada em clubes reconhecidos pelo DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito). Características de fabricação serão analisadas, como aparência visual, mecânica, elétrica, pintura, equipamentos de segurança, suspensão, carroceria, ruído e outros itens relevantes para a época em que o carro foi produzido.

O Código Nacional de Trânsito estabelece alguns requisitos adicionais para a concessão da placa preta: o veículo deve possuir mais de 80% de suas características originais, ter mais de 30 anos de fabricação e integrar uma coleção. Ao atender a essas normas, o carro é reconhecido como um automóvel de colecionador.

Quais carros ganham placa preta em 2023?

Para os proprietários dos modelos que estão seguindo todos os critérios exigidos e desejam honrá-lo com o destaque merecido, este é o momento de preparar a documentação necessária. Em 2023, novos modelos estão aptos a ganharem a placa preta. Confira quais são alguns deles:

Chevrolet Vectra

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Quer anunciar? Clique aqui

Cinco anos após sua estreia na Europa, o modelo chegou ao Brasil em 1996, com o objetivo de substituir o Monza. Com um visual elegante e muito espaçoso, conta com um porta-malas de 530 litros e algumas versões como GSi sendo a mais cobiçada, com equipamentos esportivos e motor 2.0.

Fiat Tipo

Um dos modelos mais vendidos da sua época, o Fiat Tipo foi outro ícone dos anos 90. Chegou ao mercado brasileiro em 1993, a princípio com apenas duas portas, e logo após vieram as opções com quatro portas. O preço era considerado um bom custo-benefício, resultando em uma alta demanda. É considerado um automóvel bastante completo, com motor 1.6, ar-condicionado, direção hidráulica, vidros elétricos e teto solar.

Volkswagen Logus

O sedan Logus foi lançado em 1993 sob a asa da Autolatina (fusão entre Ford e VW) e durou pouco no mercado. Ficou em linha até o ano de 1996, quando a joint venture entre ambas as marcas se desfez. Oferecido nas versões CL, GL e GLS, destacou-se por seu design encantador e pela exclusividade de ter apenas a opção de carroceria duas portas. Essa última versão contava com diversos itens de série, tal como rádio toca-fitas com amplificador e equalizador.

Ford Escort

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Quer anunciar? Clique aqui

Conhecido também como “Escort Europa”, a segunda geração do Ford Escort foi lançada em 1993 e é elegível para receber a placa preta. Modelo que marcou uma era, com várias versões: L, GL, Ghia e XR3 conversível.

Ford Verona

Com a versão mais simples LX e a mais luxuosa Ghia, o Verona chegou em 1993 estreando a carroceria quatro portas e o design europeu, considerado o sedan do Escort.

Chevrolet Suprema

Em abril de 1993, a versão perua do Omega chegou ao mercado nacional. Designado por Suprema, o carro é um modelo raro conhecido por seu gigante porta-malas de 540 litros. Oferecido nas versões GL, GLS e CD, o Omega Suprema possui um sistema pneumático operado por bomba auxiliar.

Volkswagen Fusca

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Quer anunciar? Clique aqui

Clássico dos anos 40, o VW Fusca retornou em 1993, após sete anos fora do mercado brasileiro. O então presidente Itamar Franco solicitou a volta da marca ao grupo dos carros populares, o que resultou em uma bela homenagem, onde o modelo ficou conhecido como “Fusca Itamar”. Diversas melhorias foram adquiridas em relação ao último Fusca produzido em 1986, além de ser tratado de forma especial e reconhecido pela boa construção e confiabilidade.

Volkswagen Pointer

Com um ar mais esportivo, o VW Pointer é considerado a versão hatchback do Logus, que neste ano celebra seu trigésimo aniversário. Originado apenas com modelo quatro portas, é extremamente raro de ser encontrado, já que foi fabricado apenas até 1996.

Especialista em publicações diversas. Sempre pronta para analisar as pautas, adaptar ou ajustar os conteúdos.

Veja também

Notícia

Na trend, trabalhadores compartilham os benefícios que recebem das empresas

Notícia

Estudo aponta que região da Lagoa Azul, em Porto Seguro, deveria ser transformada em unidade de conservação

Notícia

Bahia inicia emissão nesta terça-feira, (9). Só faltam mais dois estados para todo o país aderir ao documento

Notícia

A primeira via do documento é gratuita. A solicitação deve ser feita no portal ou aplicativo ba.gov.br

Publicidade

Publicidade