em

Fiat Uno, um dos maiores ícones automotivos do Brasil, completa 35 anos

Veículo se tornou popular e superou preconceitos do mercado

Em 2019, o Uno, um dos modelos automotivos mais famosos do país, completa 35 anos no Brasil. O veículo foi lançado na Itália em 1983 e passou por várias alterações e gerações ao longo dos anos. Por aqui, o veículo teve sua estreia em agosto de 1984 e se tornou referência quando o assunto é suportar as condições das estradas brasileiras.

Fiat Uno, um dos maiores ícones automotivos do Brasil, completa 35 anos - Imagem ilustrativo do primeiro uno. Foto: Pixabay
Imagem ilustrativo do primeiro uno. Foto: Pixabay

O hatch, lançado no período, tinha uma fórmula arrebatadora e revolucionária para a época: era pequeno por fora e grande por dentro, característica que fez do modelo da Fiat um símbolo de bom aproveitamento de espaço. O carro também tinha bancos elevados e uma boa visibilidade do exterior. Um ano antes, o modelo foi desenhado por Giorgetto Giugiaro, responsável por criar modelos de sucesso, como o VW Golf.

Quando chegou ao Brasil, no entanto, o Uno passou por algumas modificações. Ele deveria ser mais resistente para suportar as más condições das ruas e estradas, e o porta-malas deveria ser maior, já que o carro seria utilizado no país não só para deslocamentos urbanos como também para viagens. Produzido em Betim (Minas Gerais), somando os modelos das duas gerações, foram cerca de 4 milhões de unidades vendidas até julho deste ano, se tornando  o campeão de vendas da marca.

O sucesso é tanto que, apesar de ter surgido na Itália, o modelo brasileiro já foi exportado para outros países, como Argentina, México, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Chile, Uruguai, Bolívia e Peru. Mas nem tudo foi fácil no início. O Uno recebia apelidos maldosos da indústria automotiva quando foi lançado, por causa do propulsor transversal e formas pouco convencionais. “Bota ortopédica”, diziam. Se não bastasse isso, a marca tinha a dura missão de superar a má fama deixava pelo pioneiro 147, com um longo histórico de fragilidades e quebras.

Durante a década de 90, a Fiat se firmou como a líder de carros 1.0 com a ajuda do Uno. O Mille, por exemplo, lançado em 1990, conseguiu o feito de 100 mil unidades vendidas em um único ano. O consumo e o preço baixo se destacavam, tornando a marca uma referência quando o assunto era carro popular. O Uno Eletronic, por sua vez, inovou em ser o primeiro veículo do segmento a ter carroceria de quatro portas. Em 2001, na virada do século, a Fiat resolveu lançar a linha de motores Fire, com menor atrito e maior economia.

Quando já estava há 20 anos no mercado nacional — em 2004 –, o uno sofreu uma grande remodelação. O carro recebeu recebeu faróis de superfície complexa e as lanternas foram redesenhadas. Em 2010, chegava o Uno da segunda geração: com carroceria de maior rigidez, o modelo também tinha linhas curvas e múltiplas personalizações de acordo com os gostos do consumidor.

Já em 2016, o Uno recebeu uma reestilização na dianteira e novos motores FireFly (1.0 de três cilindros e 1.3 de quatro). Apesar de todo sucesso nos últimos anos, o veículo hoje está longe de ter o sucesso que tinha anteriormente. No acumulado até julho de 2019, o Uno ocupa a 33ª posição entre os carros de passeio, com 11.773 unidades, de acordo com o Jornal do Carro.

Com esse tema em alta, separamos abaixo cinco dicas para quem pretende trocar de carro:

1 – Faça um planejamento financeiro detalhado, incluindo os gastos fixos e variáveis, a renda familiar e os custos com a troca;

2 – Faça uma pesquisa profunda com a ajuda da internet e visite concessionárias para ter um parâmetro sobre qual valor é razoável pagar por um veículo;

3 – Leve em conta o custo da apólice de seguro nos custos mensais com o automóvel;

4 – Tenha em mente os custos de manutenção com o veículo ao longo dos anos;

5 – Procure soluções alternativas, como a compra de um carro seminovo em bom estado. Neste caso, sempre confira dados sobre o veículo para saber se ele está regular no município. Para tanto, uma opção é consultar a placa de veículo em SP, RJ, MG, BA ou em outros estados de origem do automóvel.

Da Redação, com agência*

*Com Agência de Notícias
Envie seu conteúdo para análise editorial: redacao@folhageral.com.br
Conheça as condições em https://www1.folhageral.com/termos-e-condicoes

Ilustração/Imagem: Reprodução

Veja as cinco dicas para aproveitar saque do FGTS e negociar dívidas

Foto: Divulgação

Estudantes de Casa Nova (BA) criam projeto que incentiva a valorização da cultura e ancestralidade negra