em

Conheça os tipos de tintas para pinturas residenciais

A escolha da tinta, não é uma tarefa tão fácil quanto parece. É preciso saber para que cada produto serve, e se estará de acordo com a superfície a ser pintada

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Uma dúvida comum antes de iniciar a pintura em uma residência é, qual o tipo de tinta devo usar? É comum, afinal, o mercado apresenta diversas possibilidades de cores, tipos e marcas de tintas.

De antemão, não basta apenas comprar “qualquer tipo de tinta”, é fundamental além da cor, saber qual o produto ideal para suprir a sua necessidade. Idealizar os ambientes, escolher a com que mais combina com a decoração, é um momento que promove diversão e faz a criatividade ir longe.

11 ideias inspiradoras para aproveitar as garrafas de vinho vazias e preservar o meio ambiente.

Pensando nisso, preparamos um artigo para te ajudar na hora da escolha da tinta.

Vamos lá?

(Imagem ilustrativa/Freepik)
(Imagem ilustrativa/Freepik)

Importância do tipo de tinta escolhida

A escolha da tinta, não é uma tarefa tão fácil quanto parece. Contudo, é preciso saber para que cada produto serve, e se estará de acordo com a superfície a ser pintada. Por exemplo, uma tinta usada em áreas molhadas e que ficam expostas a umidade, são completamente diferentes das usadas em áreas secas ou que não tenham contato com as condições climáticas.

Cada ambiente utiliza um tipo de tinta específico para as necessidades ali existentes.

Veja:

  • Locais sem exposição à umidade e grandes variações de temperaturas, como quartos, salas e escritórios, podem ser pintados com tintas que apresentam pouca resistência à umidade. Uma dica são as opções sem cheiro e de rápida secagem;
  • Ambientes molhados, como banheiro, lavanderias e áreas externas, precisam de tinta resistente à umidade. Essas tintas geralmente contêm aditivos que aumentam a sua ação impermeabilizante, o que evita mofos e infiltrações.

Lembre-se, olhe sempre o rótulo e converse com um profissional experiente, assim, as chances de errar na escolha da tinta são baixas.

Importância da cor da tinta escolhida

Escolher a cor da tinta, é o primeiro passo na hora de modificar o ambiente. É com base nessa escolha que o local pode se tornar agradável, aparentar ser mais amplo, arejado, quente, e etc. A cor de tinta deve seguir as necessidades emocionais, da mesma forma que os móveis e objetos de decoração, bem como da técnica de Feng Shui.

Entenda.

  • Cores para ambientes produtivos e criativos: é indicado algumas cores fortes para auxiliar na criatividade, o amarelo, por exemplo é uma boa escolha;  
  • Cores para ambientes mais tranquilos e relaxantes: os quartos são ambientes  propícios ao descanso, portanto, o azul é indicado pois causa uma sensação de tranquilidade.

6 tipos de tintas para pinturas residenciais

Existem diversos tipos de tintas para pinturas residenciais presentes no mercado. E tudo que é investido na sua residência ajuda na valorização do seu imóvel.

Com tantas opções é comum ter dúvida na hora da escolha. Agora, se não sabe qual o tipo utilizar, não se desespere! Listamos 6 tipos de tintas e suas indicações. Veja:

#1 Tinta de cal

Por ser a base de mineral não agride o ambiente, tornando-a ecológica. Não possui insumos tóxicos, não forma película e permite que as paredes “respirem”, o que evita umidade e o surgimento de bolor.

#2 Tinta Látex PVA

O Látex é muito utilizado em pinturas de ambientes internos. Sua base solúvel em água, proporciona uma secagem rápida, o que deixa muito mais fácil na hora de aplicar. Deve ser utilizada apenas em tetos e paredes de locais internos

Paredes que são pintadas com o Látex PVA, podem ser higienizadas apenas com um pano úmido. Ah! Não esfregue.

#3 Tintas acrílicas especiais

Essa tipificação é similar ao Látex, sua diferença está na composição a base de resinas acrílicas, fazendo com que seja mais resistente quando aplicada em áreas externas ou molhadas. Seu acabamento pode ser fosco ou acetinado.

#4 Tinta verniz

Uma das mais utilizadas na hora de proteger superfícies de concreto, pedras e madeiras em ambientes internos ou externos. É encontrada em diversas cores, afinal, além de proteger o local ela decora. 

#5 Esmalte sintético

Sua composição é similar a base óleo, porém a sua fórmula é sintética, fazendo com que não seja solúvel a água. É muito utilizada para pinturas de metal e madeira, fazendo com que o acabamento dure mais. O acabamento cria uma película de proteção, por esse motivo, não é indicada para paredes pois podem dar bolhas ou descascar. 

#6 Tinta Epóxi

A tinta Epóxi é considerada de difícil aplicação, e depende de diluição em solventes e catalisadores para auxiliar a pintura. Sua base é sintética e não é solúvel a água. Seu aspecto impermeabilizante permite a pintura de locais molhados e inundados, ou que ainda, tenha presença de água iminente. 

A aplicação da Epóxi tem que ser feita por profissionais especializados por ser delicada. Ademais, existem muitos tipos de tintas e técnicas para uma pintura perfeita de ambientes residenciais. Por fim, é considerada como um trabalho especial pela sua variedade. 

Sempre que possível tenha a ajuda de um profissional especializado para garantir a pintura perfeita e evitar problemas futuros.

*Este conteúdo foi publicado por um colaborador Publicar

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Qual é o impacto da LGPD nos escritórios de contabilidade?

(Foto: Agência Brasil)

Enem: Como se preparar e o que estudar na reta final?