Cada decoração de interiores apresenta suas peculiaridades, e isso faz com que cada pessoa se identifique com o estilo que seja mais próximo dos seus gostos pessoais. Quem mora sozinho, certamente tem um estilo e percepções diferentes de quem mora com familiares e recebe muitas visitas, por exemplo.

Contudo, o seu estilo é super importante e influencia na hora de escolher o imóvel ideal. Principalmente quando o objetivo é decorar ambientes sem gastar muito. E é por isso que preparamos esse artigo, para te ajudar a decifrar e escolher o seu estilo de decoração de interiores. 

Boa leitura!

Como escolher o melhor estilo de decoração de interiores

A dica mais valiosa é buscar informações da decoração com base em um único elemento. O que isso quer dizer? Bom, você pode escolher um sofá e a partir disso determinar a cor das paredes e os demais móveis. Lembre-se de levar em consideração os seus gostos pessoais. 

Outros pontos podem ser importantes:

  • Tenha referências;
  • Avalie cores e tipos de tintas;
  • Pense nos locais que gosta de frequentar;
  • Defina seu estilo pessoal;
  • Olhe para o que você consome;
  • Pesquise se o seu estilo combina com o imóvel em questão.

Feng Shui e como utilizar em sua casa

Essa técnica chinesa de decoração de ambientes, consiste na harmonização dos objetos e móveis com os elementos e fluxos da natureza. Onde os espaços são divididos através do baguá, que são as 8 áreas conhecidas como cantos do feng shui.

Independente de onde vá morar, a busca por paz e harmonia é o que desejam milhares de pessoas, e é justamente esse o objetivo do feng shui. Independente da sua crença, busque adquirir hábitos de harmonia e paz em sua casa.

Como por exemplo, fazer uso de óleos essenciais. E aposte nos conceitos dessa estratégia para melhorar a qualidade de vida com base na organização da casa e da limpeza.

(Imagem ilustrativa/Freepik)
(Imagem ilustrativa/Freepik)

8 estilos de decoração de interiores

#1 Estilo Clássico

A decoração clássica é baseada em uma atmosfera luxuosa junto ao ambiente, afinal, é caracterizada pelas cores sofisticadas e objetos ornamentais. Para quem gosta de ambientes elegantes, o estilo clássico é uma ótima opção. 

Vale ressaltar, que é necessário conhecer e entender os conceitos desse estilo para que seja criada uma comunicação sutil e eficaz. Principalmente entre os elementos evitando uma decoração pesada ou até mesmo exagerada.

#2 Estilo Escandinavo

De conceito minimalista, o estilo escandinavo é caracterizado pelas linhas retas, paredes e móveis brancos, uma paleta de cores bem neutra, luz natural e o máximo de simplicidade. Os ambientes são compostos por elementos clássicos e elegantes, o que inclui as madeiras, podendo aparecer no sofá, mesas, camas, poltronas e armários. 

É um estilo que explora a luminosidade e a claridade dos ambientes junto a sua funcionalidade.

#3 Estilo Romântico

As cores relacionadas ao estilo romântico, fazem parte de paletas suaves, tons neutros, pastéis e até mesmo branco. A organização e decoração deve ser funcional e pessoal, então o ambiente pode ser descontraído ou mais simétrico.

Muitas vezes esse estilo de decoração é comparado ao estilo medieval. Fazendo com que os cômodos tenham janelas mais robustas e móveis que remetem ao passado, levando a se imaginar um quarto de princesa, por exemplo.

#4 Estilo Moderno

Pode ser caracterizada pela praticidade, funcionalidade e simplicidade. Na decoração moderna, usa-se artefatos em pequenas quantidades a fim de valorizar o ambiente sem que seja poluído.

A organização é uma das suas principais características, o que faz com que armários e prateleiras sejam muito utilizados em linhas retas, perpendiculares ou paralelas. É uma tendência única e que não depende da composição de objetos e móveis com design futurista.

#5 Estilo Industrial

É a união da elegância com a urbanidade, casas com uma decoração industrial, apostam e valorizam texturas de concreto, couro e metais. As cores fortes e sóbrias, em destaque preto e cinza, são as mais utilizadas. 

Nesse caso uma boa iluminação natural e móveis requintados valorizam o ambiente. A ideia central é integrar a residência com o espaço de trabalho, podendo transformar os galpões antigos em lofts.

#6 Estilo Pop

Representa a quebra de ambientes neutros, através de ambientes chamativos e coloridos, sendo a maior inspiração para quem gosta de elementos presentes na cultura popular. Cheio de personalidade, se destaca por tornar o ambiente mais despojado e diferente, junto a composição de quadros e mix de elementos, encantam jovens e adultos.

Podendo ser aderido em qualquer cômodo da casa. Afinal, não existem regras para o estilo pop, apenas inspiração e criatividade.

#7 Estilo Rústico

Quando falamos em estilo rústico, nos referimos a uma fonte de inspiração vinda da natureza. Tendo como elemento principal a madeira, podendo ser evidenciada através dos pisos, vigas, teto ou móveis.

Esse tipo de estilo, proporciona uma sensação de aconchego e casa de campo. Até mesmo uma rota de fuga e descanso para quem deseja sair um pouco da correria e turbulência da cidade grande.

#8 Estilo eclético

Proporciona a liberdade de misturar e combinar elementos de várias tendências. O que reúne o antigo e o novo, Oriente e Ocidente, luxo e a simplicidade, um espaço com objetos desmistificados e únicos. De forma simples, tem relação com harmonia e combinação de vários estilos, a fim de criar decorações coesas e lindas, com espaços personalizados.

O que achou sobre os estilos de decoração de interiores? 

Agora ficou mais fácil saber com qual se identifica mais e assim, acertar na hora de escolher aquele que é a sua cara.

Caso queira entender ainda mais sobre o assunto, acompanhe nossa editoria de dicas! 

Paula Moraes

Colaboradora do Folha Geral - cada publicação é de responsabilidade da autora

Uma resposta em “Decoração de Interiores: conheça 8 estilos”

Comentários estão fechados.