em

Feng Shui ensina a usar a decoração para melhorar a energia da casa

Teoria chinesa presa pela organização valorizando os elementos

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Um dos aspectos principais de uma casa é seu poder tranquilizador. Encontrar um ambiente seguro e que transmita paz após um dia cansativo de obrigações é essencial para descansar o corpo e a mente. A organização e decoração da casa são aspectos que afetam profundamente a sensação que o espaço transmite. Um local harmonioso e limpo por si só pode ajudar a acalmar os ânimos, melhorar o sono e reduzir a pressão causada pela rotina.

O Feng Shui é um conceito chinês que significa, literalmente, vento e água, e tem como intenção principal a renovação das energias presentes no ambiente, eliminando as negativas e estimulando as positivas. A aplicação dessa técnica na casa acontece por meio da análise do “baguá”, que expressa os oito diferentes lados que compõem a vida: Sucesso, Relacionamento, Criatividade, Amigos, Trabalho, Espiritualidade, Família e Prosperidade.

Cada aspecto do octógono conta com uma cor e um elemento, que podem ser aplicados de diferentes formas dentro do cômodo. Além de mudanças específicas para cada ambiente, o Feng Shui tem algumas indicações básicas de como a casa deve ser organizada, para permitir que as energias fluam de maneira desimpedida.

Mantenha o necessário

Seguindo uma linha similar ao minimalismo, o estilo de organização proposto pelo Feng Shui defende o “menos é mais”. Por isso, se livre de excessos e do que não é mais utilizado, desobstrua os caminhos para que as passagens fiquem livres e evite acúmulos.

Organize também o que está em armários e gavetas. A mudança deve ser sentida em todos os aspectos, e não só na parte superficial.

Conserte o que está quebrado

De acordo com o Feng Shui, itens quebrados são responsáveis por sugar energia da casa, deixando o clima pesado. Separe algumas ferramentas e analise o que pode ser consertado. Caso o objeto não tenha salvação, livre-se dele.

Símbolos dos elementos

De acordo com a teoria chinesa, os cinco elementos básicos que formam o mundo material são o fogo, a água, a madeira, o metal e a terra. Manter alguns símbolos dos elementos em diferentes partes da casa, de maneira harmoniosa, promove o equilíbrio e o bom fluxo de energias. Eles podem estar presentes, tanto de maneira bruta, quanto representativa. 

Cores com intenção

Para o Feng Shui, as cores não devem ser usadas de maneira aleatória, já que cada uma delas exerce influências energéticas sobre diferentes aspectos. O azul é uma cor indicada para o quarto, por estar relacionado à energia e calma; o preto está ligado à sabedoria e intelectualidade, sendo recomendado para bibliotecas e salas de estudo, entretanto, deve ser combinado com outras cores, pois seu uso em excesso pode deixar o ambiente pesado; o rosa representa a união do material com o espiritual, sendo uma boa alternativa para halls de entrada; e por aí vai.

Da Redação, com agência*

*Com Agência de Notícias
Envie seu conteúdo para análise editorial: redacao@folhageral.com.br
Conheça as condições em https://www1.folhageral.com/termos-e-condicoes

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Chuva volumosa deve atingir o Nordeste nos próximos dias

(Imagem: Scientific Animations.com / Wikimedia Commons))

Sesab divulga medidas de prevenção da infecção humana pelo novo coronavírus dirigidas à comunidade escolar e universitária