A primeira viagem para fora do país costuma dar um friozinho a mais na barriga, pois é um momento que possui algumas particularidades diferentes de uma viagem nacional. Documentação, moeda diferente, outro idioma, imigração e o roteiro de viagem são alguns dos aspectos que fazem as pessoas saírem da zona de conforto e devem fazer parte do checklist para não deixar nada importante passar. 

De acordo com a Anac, mesmo com a oscilação do câmbio em relação ao dólar e ao euro, o número de passageiros que embarcaram para a Europa se superou. No primeiro trimestre de 2019, foram 887 mil pessoas transportadas — uma alta de 9,8% em relação à mesma época no ano anterior. 

Se você pretende planejar uma viagem internacional, confira abaixo três dicas essenciais para que a viagem seja inesquecível e sem problemas.

Documentação e vacinas em dia

Um dos itens mais importantes ao decidir realizar uma viagem internacional é a documentação. Por isso, é recomendado planejar a viagem com um tempo de antecedência, para conseguir solicitar ou atualizar os documentos que são necessários. 

Em geral, os destinos internacionais exigem que a pessoa tenha o passaporte e o visto para entrada no país. No entanto, alguns países da América do Sul permitem a entrada apenas com o RG, mas o documento precisa estar com a validade em dia e em boa qualidade.

Além disso, é muito importante atentar-se para que as vacinas estejam em dia e atualizadas na carteira de vacinação. Devido às diversas epidemias que afetam diariamente o mundo, alguns países, como África do Sul, Austrália, Bolívia, China, Colômbia, Coreia do Norte, Costa Rica, Egito, Equador, Índia e outros, solicitam um documento chamado CIVP (Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia), que comprova que os estrangeiros estão aptos para entrar no país. 

Pesquise tudo sobre o destino 

Saber o máximo de informações possíveis sobre o país que vai conhecer é o ideal para evitar passar por apuros. Por isso, pesquise sobre a cultura local antes do embarque, para saber se há alguma regra específica de convivência no país, como, por exemplo, consumo de bebidas nas ruas e vestimentas apropriadas. Além disso, pesquise sobre passeios e pontos turísticos, restaurantes e bares e a forma de deslocamento ideal para circular pelas cidades.

Com essas informações em mente, é possível montar um roteiro ou selecionar coisas que deseja muito conhecer e fazer. 

Tenha um seguro-saúde

Em uma viagem internacional, ter um seguro viagem é essencial para garantir mais segurança durante os dias de passeio. Sendo válido pelos dias de contratação e com regras específicas de cada contrato, em geral, o seguro auxilia os turistas em situações de problemas de saúde e imprevistos gerais, como extravio de mala ou perda de documentos. 

Além disso, em alguns países, é obrigatória a contratação desse serviço.