em

4 dicas para proteger a sua privacidade online

Algumas dicas simples, ajudam a te manter seguro ao utilizar a internet e te proteger virtualmente

(Imagem ilustrativa/Pixabay)

Diariamente acessamos links, compartilhamos informações e realizamos diversas transações na internet, porém, você toma os devidos cuidados para se proteger dos perigos cibernéticos?

Por que é importante manter a privacidade online? 

Fora do mundo digital, você não costuma divulgar suas senhas, endereços e informações bancárias para qualquer pessoa, desta forma, é necessário ter precauções redobradas ao compartilhar esses dados na internet, pois, a mesma facilidade que você tem para preencher um formulário com seus dados principais, algum usuário mal intencionado pode acessa-lo e te dar dores de cabeça no futuro. 

Apesar da sensação de anonimato que a rede proporciona, toda a sua atividade pode ser monitorada através do seu endereço IP, um número de identificação associado ao dispositivo que é conectado a internet. 

Algumas dicas simples, ajudam a te manter seguro ao utilizar a internet e te proteger virtualmente, veja agora algumas delas para melhorar a sua privacidade online: 

Utilização de redes sociais

Você costuma compartilhar stories no Instagram ou Facebook e coloca a sua localização? Costuma relatar o passo a passo do seu dia nas redes? Tome bastante cuidado com essas ações, principalmente se a sua conta for aberta para o público, já que você está indicando em tempo real o que ocorre com a sua vida para pessoas desconhecidas.

Permissões de aplicativos

Ao baixar um aplicativo, analise se é realmente necessário dar acesso a todas as permissões solicitadas. Tenha atenção especialmente ao uso do microfone, câmera e localização. Estes três permitem que as empresas monitorem as suas informações.  

Wi-Fi Público

É ótimo quando vamos a um shopping, aeroporto ou até mesmo quando o 4G apresenta problemas e encontramos uma rede Wi-Fi pública, certo? Entretanto, ao acessar estas redes, evite realizar compras onlines, transações bancárias ou preencher formulários em geral que forneçam qualquer informação pessoal. 

Isso porque, o Wi-Fi é o canal pelo qual o seu dispositivo irá se conectar a internet e que possibilita a troca de informações, assim, esta rede pode ter uma configuração que facilite o acesso de hackers a estes dados. 

Os hackers também podem obter endereços de e-mails, senhas de acesso e ler mensagens criptografadas. Desta forma, evite também acessar o e-mail pelo aplicativo e dê preferência ao uso de navegador e sites que iniciem com HTTPS ao invés de HTTP, pois são mais confiáveis para criptografar dados e dificultar o acesso destes indivíduos. 

VPN 

Uma alternativa para aumentar a segurança sobretudo ao utilizar o Wi-Fi Público é usar VPN (Virtual Private Network). Uma rede que permite a comunicação entre o dispositivo e a internet de maneira confiável através da criptografia. Com ele é possível mascarar seu endereço IP, pois você pode escolher utilizar um endereço IP de outro país por exemplo para acessar a internet, e assim você esconde a identificação real do seu dispositivo. Além disso, você consegue acessar sites ou serviços de streaming disponíveis apenas em países específicos (já que a sua localização será diferente), possuindo desta maneira, acesso a mais informações e com privacidade da sua identificação real.

Existem inúmeros provedores de VPN gratuitos, porém é necessário ter cuidado pois, nem todos são confiáveis e podem repassar os seus dados para terceiros. Por isso, pesquise bastante antes de adquirir um provedor gratuito e se possível, opte por uma versão paga destes provedores, pois, no geral eles são mais seguros.

Desta forma, fique atento a maneira que você utiliza os aplicativos e ao realizar ações que precisam de seus dados pessoais, dê preferência a utilizar uma rede VPN para preencher os formulários, pois com o serviço de criptografia o acesso a informação é dificultado para os hackers e você consegue manter a proteção da sua identidade. 

Da Redação - Conteúdo Especial ★

Colaboração especial para a Folha Geral

Prefeitura de Bento Gonçalves tem fornecido hidroxicloroquina e outros medicamentos à população no sistema de saúde público. Ministério Público assinou termo com prefeito de lá e de outras 26 cidades do Rio Grande do Sul (Foto: Prefeitura de Bento Gonçalves/Divulgação)

Grupo do Ministério Público defende cloroquina no SUS em nove estados brasileiros

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Como dar mais sabor a comidas saudáveis sem quebrar a dieta