em

Publicação da UNESCO avalia desenvolvimento da Internet no Brasil a partir de Indicadores de Universalidade

Elaborado a partir de dados das pesquisas TIC do Cetic.br/NIC.br, do governo, setores da indústria e entrevistas com atores-chaves, relatório está disponível para download

Ilustração. Foto: Arquivo Folha Geral/Freepik

O Brasil é o primeiro país que teve o seu ecossistema de Internet avaliado a partir dos Indicadores de Universalidade da Internet da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). Os resultados foram publicados no relatório “Assessing internet development in Brazil: using UNESCO’s Internet Universality ROAM-X Indicators” (em português, “Avaliando o Desenvolvimento da Internet no Brasil: aplicação dos Indicadores de Universalidade da Internet da UNESCO”). A publicação inaugura uma série de publicações da UNESCO sobre o tema. A versão em inglês do relatório está disponível para download no endereço: https://cetic.br/publicacao/assessing-internet-development-in-brazil-using-unesco-s-internet-universality-roam-x-indicators/.

O documento foi elaborado a partir de dados coletados de diferentes fontes de informações, mas sobretudo, das pesquisas conduzidas pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br). O projeto piloto que coletou os dados publicados neste relatório foi conduzido pelo Cetic.br e reúne dados dos indicadores da UNESCO em quatro eixos fundamentais: Direitos, Abertura, Acessibilidade e Multissetorialidade, bem como indicadores que são transversais à essas dimensões.

“Com os Indicadores da UNESCO, nos foi dada a oportunidade de aprender sobre o cenário atual e compreender desenvolvimentos futuros a partir do conceito de Universalidade da Internet”, escreveu na publicação o diretor presidente do NIC.br, Demi Getschko. O NIC.br, por meio do Cetic.br, também contribuiu ativamente com apoio técnico desde o início do processo de elaboração do marco referencial conceitual e dos Indicadores de Universalidade da Internet, aprovados em 2018.

O relatório “Assessing internet development in Brazil: using UNESCO’s Internet Universality ROAM-X Indicators” aponta que o desenvolvimento do ambiente da Internet no Brasil é forte e positivo ao considerar o quadro regulatório, que segue padrões internacionais. No entanto, ainda existem desafios em áreas como o acesso e conectividade para os cidadãos. Acesse a publicação na íntegra.

Sobre o Cetic.br
O Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação, do NIC.br, é responsável pela produção de indicadores e estatísticas sobre a disponibilidade e o uso da Internet no Brasil, divulgando análises e informações periódicas sobre o desenvolvimento da rede no País. O Cetic.br é um Centro Regional de Estudos, sob os auspícios da UNESCO. Mais informações em http://www.cetic.br/

Sobre o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br
O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR — NIC.br (http://www.nic.br/) é uma entidade civil, de direito privado e sem fins de lucro, que além de implementar as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil, tem entre suas atribuições: coordenar o registro de nomes de domínio — Registro.br (http://www.registro.br/), estudar, responder e tratar incidentes de segurança no Brasil — CERT.br (http://www.cert.br/), estudar e pesquisar tecnologias de redes e operações — Ceptro.br (http://www.ceptro.br/), produzir indicadores sobre as tecnologias da informação e da comunicação — Cetic.br (http://www.cetic.br/), implementar e operar os Pontos de Troca de Tráfego — IX.br (http://ix.br/), viabilizar a participação da comunidade brasileira no desenvolvimento global da Web e subsidiar a formulação de políticas públicas — Ceweb.br (http://www.ceweb.br), e abrigar o escritório do W3C no Brasil (http://www.w3c.br/).

Sobre o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br
O Comitê Gestor da Internet no Brasil, responsável por estabelecer diretrizes estratégicas relacionadas ao uso e desenvolvimento da Internet no Brasil, coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no País, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. Com base nos princípios do multissetorialismo e transparência, o CGI.br representa um modelo de governança da Internet democrático, elogiado internacionalmente, em que todos os setores da sociedade são partícipes de forma equânime de suas decisões. Uma de suas formulações são os 10 Princípios para a Governança e Uso da Internet (http://www.cgi.br/principios). Mais informações em http://www.cgi.br/.

PUBLICIDADE


Patrocinador
Loading...
PUBLICIDADE
Foto: Reprodução/YouTube

Mano Walter lança hit com a participação de Léo Santana

Os líderes evangélicos, segundo especialistas, não representam a maioria dos evangélicos que é negra, feminina e pobre. Foto: Alan Santos/Presidência da República

Domínio da fé e da política: o projeto de poder dos líderes evangélicos no Brasil