em

Para além da Netflix, tecnologia do streaming invade outras áreas e fica cada vez mais competitiva

Mercado conta, hoje, com várias plataformas concorrentes de streaming; tecnologia cresce também no mundo dos games

Mesmo com grande concorrência a Netflix ainda é uma das maiores plataformas de streaming do mercado (Foto: Ilustrativa Freepik)

Por Agência Emarket

Até poucos anos atrás, streaming era considerado um sinônimo de Netflix. A empresa foi fundada em 1997, na Califórnia, mas foi dez anos depois que ela embarcou em um negócio promissor: oferecer um catálogo de filmes e séries transmitidos pela internet mediante o pagamento de uma assinatura.

Em 2007, isso era uma novidade inusitada. Hoje, porém, o streaming faz parte do dia a dia, e a Netflix disputa esse mercado com uma série de concorrentes, cada uma lutando para disponibilizar os melhores títulos e os planos de assinatura mais atraentes. Os planos de assinatura da Netflix, atualmente, oferecem opções diferentes quanto à qualidade da imagem e ao número de pessoas assistindo simultaneamente na mesma conta.

O streaming está abrindo possibilidades em diferentes plataformas, dispositivos e sistemas operacionais e, também, está levando transformações ao mundo dos games.

Mesmo com grande concorrência a Netflix ainda é uma das maiores plataformas de streaming do mercado (Foto: Ilustrativa Freepik)
Mesmo com grande concorrência a Netflix ainda é uma das maiores plataformas de streaming do mercado (Foto: Ilustrativa Freepik)

As plataformas de streaming que concorrem com a Netflix

A Netflix também aumentou a sua relevância e prestígio a partir de investimentos pesados em produções próprias, caso da aclamada série “The Crown” e outras, como “House of Cards” e “Orange Is the New Black”.

No mercado americano, a Netflix enfrenta a concorrência ferrenha do Hulu, um serviço controlado pela Disney que, por enquanto, opera apenas nos EUA e no Japão. A nível mundial, a concorrente mais importante da Netflix é a Amazon, cujo serviço de streaming, o Amazon Prime Video, é mais barato que a Netflix. Porém, ele possui um catálogo menor. A Disney, a Fox e a HBO também lançaram plataformas próprias para disponibilizar os seus próprios conteúdos.

No Brasil, o Globoplay tem se firmado como um concorrente importante no mercado do streaming. Nos últimos anos, a Globo investiu para equiparar a sua plataforma com a Netflix. O catálogo do Globoplay conta com uma variedade de séries populares e aclamadas, além de todo o conteúdo de jornalismo e de entretenimento dos canais da Globo, novelas antigas e clássicas uma parceria com a Disney.

Streaming influi na tecnologia das TVs

Com a realidade do streaming, o mercado dos aparelhos de televisão tem se adaptado aos novos hábitos dos telespectadores. A Philco, por exemplo, lançou no Brasil, no mês passado, modelos em 4K com o sistema operacional Roku – que possibilita o acesso a todas as grandes plataformas de streaming. O Roku já tinha chegado ao Brasil no ano passado através dos modelos da AOC, mas a Philco é a primeira a trazê-lo em modelos com tecnologia 4K.

O Roku permite também a sincronização de outros dispositivos com a televisão, o que torna possível assistir à TV e ouvir através do celular, com fones de ouvido.

No mercado global, a Sony tem dado grandes passos para sair na frente na era do streaming. No mês passado, a fabricante japonesa apresentou produtos capazes de reproduzir streaming na mais alta qualidade de imagem disponível atualmente. Os modelos da linha Bravia XR oferecem uma velocidade de até 80 megabits por segundo – a maioria das concorrentes recomenda entre 15 e 25 megabits por segundo para conteúdo em ultra HD.

Mercado de games também se adapta ao streaming

Além do consumo de conteúdos de televisão, o streaming já se estendeu para várias outras áreas. Os maiores exemplos são a música – com o Spotify como principal referência – e os video games. Nesta última área, o streaming se mostrou uma tecnologia inovadora.

Afinal, streaming consiste, basicamente, em disponibilizar conteúdos audiovisuais através de transmissão de dados pela internet sem precisar de download. Isso possibilita, inclusive, jogar ou assistir games por streaming, desde competições famosas, como League of Legends, até jogo de roleta ao vivo.

O serviço de streaming de games mais conhecido é o Twitch, que oferece transmissões ao vivo de jogos como League of Legends, Fortnite e Counter-Strike.

Já existem serviços, no entanto, que vão além e possibilitam jogar games via streaming. É o caso do PlayStation Now, uma plataforma da Sony com um catálogo de mais de 600 games. Na mesma linha, a Microsoft lançou, no ano passado, o Xbox Cloud Gaming, vinculado ao serviço de assinatura do Xbox e que oferece um catálogo de mais de 150 games que rodam no próprio aparelho Xbox ou no computador.

Também em 2020, a Nvidia lançou seu serviço de streaming de games, o GeForce Now. Ele não oferece uma biblioteca própria, mas se conecta a plataformas como Epic Games Store, Steam e Uplay para rodar jogos já adquiridos pelo usuário.

Outras empresas, como Google e Amazon, também estão investindo em streaming de jogos, um mercado que deve se tornar cada vez mais competitivo a curto e médio prazo.

Área para a prática de agility com cerca de 400m² montada dentro do Residencial Aldeia do Vale (Foto: Dayse Luan)

Espaços para se divertir com os pets se tornam febre em condomínios de Goiânia

Mapa da região de Jacobina com indicação das barragens B1 e B2

Na Bahia, comunidades temem ruptura de uma barragem de rejeitos de mineração de ouro