em

Alergias no verão são comuns; saiba quais são e como prevenir

Exposição ao sol e clima mais quente também nos deixa mais propensos a manifestar crises alérgicas

(Imagem ilustrativa/Freepik)

As alergias são um problema de saúde muito comum que pode se manifestar de diversas formas e por diversas causas. Da mesma forma que algumas pessoas ficam doentes com mais facilidade durante o inverno, onde o clima é mais seco, o verão também pode causar reações semelhantes, devido à sua temperatura mais elevada e grande exposição ao sol. Para alguns, pegar uma praia no fim do ano pode acabar virando um pesadelo por causa das chamadas alergias de verão, mas é possível se preparar e prevenir essas crises.

Os tipos mais comuns de alergias de verão são a dermatite atópica e a urticária, que afetam a pele e causam coceira, vermelhidão, queimação e, em alguns casos, feridas. Essas estão mais relacionadas com a exposição excessiva ao sol sem as proteções adequadas, como uso de protetor solar e outras medidas que protegem a pele. As famosas rinite alérgica e conjuntivite alérgica também se fazem presentes, muitas vezes tendo ligação com o uso de produtos como desodorantes, perfumes, hidratantes e outros, cujo consumo costuma ser mais intenso durante o verão.

O clima seco, combinado com o uso de ar-condicionado, também não é uma combinação favorável para aqueles que sofrem de alergias respiratórias. Muitas pessoas que viajam no fim do ano costumam ficar em casas de veraneio que passaram um longo período fechadas, o que intensifica a presença de ácaros e mofo no ambiente. Tudo isso colabora com crises alérgicas e justifica o motivo de alguns ficarem doentes justamente nos momentos de férias e lazer.

A prevenção contra esses problemas já começa muito antes do verão. Quem sofre desses tipos de alergia não manifesta crises somente em uma época do ano, então é importante consultar um profissional de alergologia regularmente para realizar um tratamento adequado e não sofrer com isso no fim do ano. Uma alergia não pode ser curada, por isso é necessário um acompanhamento médico contínuo para que o problema possa ser controlado.

Outras medidas básicas também são importantes, como beber bastante água diariamente, manter a casa ou qualquer outro ambiente sempre limpo (priorizando aspirar ao invés de varrer), além de higienizar adequadamente o ar-condicionado. Já se tratando das alergias da pele é necessário proteger o corpo do sol intenso, então usar protetor solar é essencial. Evite ficar muito tempo embaixo do sol, procure uma sombra sempre que possível e utilize outros acessórios para se proteger, como chapéu e óculos de sol. 

*Este post foi criado por um colaborador. Envie seu post!

Avalie o conteúdo