em

Cuidados com alimentos crus durante a pandemia

Estima-se que mais de 250 tipos de doenças sejam provocadas pela ingestão de alimentos crus; cuidados são indispensáveis

(Imagem ilustrativa/Freepik)

De acordo com o Ministério da Saúde há, pelo menos, 250 tipos de doenças que são transmitidas por alimentos (DTA), sendo a maioria infecções causadas por bactérias, vírus e outros parasitas presentes na água e nos próprios alimentos. O assunto é tão sério que as DTA’s são causa de mortalidade em todo o mundo.

Além disso, com a expansão dos casos de Covid-19, o coronavírus entrou para a lista de DTA’s, já que pode ser depositado nas superfícies dos alimentos por pessoas contaminadas que os manusearam em ambientes comuns de mercados e feiras. Portanto, todo cuidado é pouco na hora de higienizar e preparar corretamente frutas, legumes, verduras, sementes e oleaginosas quando o objetivo for consumi-los crus.

O alerta, no entanto, é justamente na forma de manipular os alimentos na hora de comer, e não de cortar o consumo dos mesmos, já que a ingestão de alimentos crus oferece muitos benefícios à saúde, como melhora da digestão, controle do peso, fortalecimento do sistema imunológico, melhora da aparência da pele e do cabelo, entre outros. 

(Imagem ilustrativa/Freepik)
(Imagem ilustrativa/Freepik)

Como higienizar corretamente os alimentos?

Para serem ingeridos crus, alguns alimentos precisam de atenção redobrada. Veja!

Frutas e legumes. Esses alimentos devem ser lavados com água e sabão e com a ajuda de uma esponja ou escova para esfregar as cascas.

Folhas e verduras. Esses alimentos devem ficar de molho em uma solução de 1 colher de sopa de água sanitária ou cloro para 1 litro de água por, pelo menos, 15 minutos antes de serem consumidos. Após deixar de molho, no entanto, é necessário lavar os alimentos em água corrente.

Peixes. O consumo de peixes crus e ceviche deve ser feito com atenção, embora não exista qualquer evidência de que seu consumo contribui para a transmissão do vírus. No entanto, vale observar e pedir comida japonesa ou pratos semelhantes de restaurantes especializados no trato desse tipo de alimento.

Ovos. Os ovos devem ser armazenados dentro da geladeira. No entanto, os mesmos não devem ser deixados na porta do refrigerador, pois, com a constante abertura, a temperatura acaba variando muito e eles podem estragar.

Carnes e frangos. Esses alimentos crus ou mal passados devem ser evitados, pois muitos microrganismos, incluindo o novo coronavírus, podem ser inativados somente quando aquecidos a temperaturas em torno de 70°C.

Avalie o conteúdo

(Imagem: Folha Geral/Divulgação)

Bahia registra 593 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Brasília-DF, 19/07/2016 - Urna Eletrônica (Foto: Roberto Jayme/Ascom/TSE)

TCM entrega ao TRE lista com nomes de 1.149 gestores municipais