*Leonardo Chucrute é Diretor-geral do Colégio e Curso ZeroHum

Você já reparou que passamos grande parta da nossa vida estudando? E como qualquer atividade em que queremos ter um bom desempenho, para que isso aconteça precisa ser prazeroso. A técnica Feynman pode ser uma aliada para conseguir ter uma performance melhor em relação aos estudos. Mas você já ouviu falar desse método?

A gente sabe que está explicando bem sobre um assunto quando uma criança entende? Certo? A técnica Feynman nada mais é que um modelo mental para transmitir informações com o uso de pensamentos concisos e linguagem simples. Ela pode ser aplicada em qualquer assunto e é indicada para quem precisa aprender algo de maneira rápida e eficaz. O principal benefício está relacionado à compreensão do que está sendo estudado e melhorar a memorização, não se limitando apenas em decorar o conteúdo.

A Técnica Feynman se baseia em quatro etapas. A primeira consiste em escolher um assunto. Por exemplo, se deseja estudar a história do Brasil, escreva esse título no topo da folha. Ao longo dos estudos, selecione palavras ou frases-chave para serem tópicos dos conteúdos estudados. Isso vai resumir o que você já leu e aprendeu. Uma dica é não usar palavras muito difíceis. Fazendo assim, você facilita na hora de memorizar ou revisar o conteúdo.

Na segunda etapa, você vai pegar tudo o que aprendeu e vai fingir que está dando aula. Sabe aquela frase que diz que o professor ao ensinar acaba aprendendo? Se você praticar essa segunda etapa, vai ver que não se lembra exatamente de tudo, então vai saber qual parte precisa de mais atenção.

A terceira parte da Técnica Feynman consiste em entender suas falhas. Entender o porquê de ter esquecido ou errado um conteúdo. Sendo assim, vendo o que precisamos melhorar, é hora de partir para a última etapa. Aqui é onde iremos procurar pela solução dos problemas. Revise e organize da melhor forma. Esse é o momento de pesquisar as maneiras que são mais práticas e eficientes para você. Dedique-se a esse método e vai se sentir mais motivado a estudar.

(*) Leonardo Chucrute é diretor-geral do Colégio e Curso ZeroHum, Professor de matemática, ex-cadete da AFA e autor de livros didáticos.

Conteúdo de colaborador*

Este canal é escrito por colaboradores diversos da Folha Geral. Cada conteúdo é de inteira responsabilidade do seu autor.