em

E-commerce: saiba o que é marketplace in e marketplace out e qual o melhor para seu negócio

Marketplaces foram responsáveis por 78% do faturamento das vendas online em 2020

(Imagem ilustrativa/Rawpixel)
(Imagem ilustrativa/Rawpixel)

Marketplace in e marketplace out. O que são esses termos e o que eles têm a ver com o e-commerce?

“O marketplace é uma espécie de shopping online. Basicamente, é um site ou plataforma onde diversas empresas podem divulgar e vender seus produtos – tenham elas suas próprias lojas virtuais ou não. Esses portais oferecem toda a estrutura, como cadastro dos produtos, métodos de pagamento e logística de entrega”, explica Fellipe Guimarães, CEO da Codeby, empresa de tecnologia.

Com o grande crescimento de consumidores online desde o começo da pandemia, o marketplace tem chamado cada vez mais a atenção dos lojistas de todos os portes. Segundo a Ebit | Nielsen, os marketplaces foram responsáveis por 78% do faturamento total de vendas online em 2020.

Portanto, estar em um marketplace ajuda a tornar o negócio mais visível na internet, resultando em mais vendas.

O que é marketplace out?

E a estratégia mais utilizada quando o assunto é marketplace. De forma geral, consiste em vender produtos em canais e plataformas consolidados no varejo.

Entre as principais vantagens do marketplace out estão a isenção de investimento em tecnologia, uma vez que o lojista utiliza a estrutura de outro site. A visibilidade é maior se comparada com um e-commerce próprio. Os investimentos com mídia, anúncios e marketing em geral tendem a ser maiores nessas grandes plataformas, favorecendo o lojista mesmo com a concorrência acirrada.

“Importante saber que as plataformas de e-commerce também estão trabalhando em soluções de comércio integrado, como é o caso da plataforma VTEX. Ela possui soluções interessantes para os clientes que querem integrar seus e-commerces à marketplaces como a Americanas, Amazon, Magalu, entre outros”, pontua Fellipe.

O que é marketplace in?

Ao passo que o marketplace out está em franca expansão, a estratégia de marketplace in ainda se populariza gradativamente. Em 2020, várias empresas encontraram nesta estratégia uma forma de aumentar as vendas e de viabilizarem o processo de transformação digital.

Aqui, acontece basicamente o contrário do marketplace out. Esta estratégia consiste em trazer novos sellers para seu e-commerce e vender produtos de terceiros, transformando sua operação atual em uma marketplace.

“Entre as vantagens de adotar essa estratégia estão o aumento significativo de tráfego e a maior cobertura de entrega, uma vez que a logística pode ser vinculada ao próprio seller. Além disso, é possível trabalhar com nichos específicos ou até mesmo inovar o processo, como fazem os shoppings centers, integrando o offline com o online”, ressalta Fellipe Guimarães.

Em mais um ano que atravessa esse cenário de pandemia ao redor do mundo, o e-commerce deve continuar sua grande expansão, alcançando todo o público que, por conta do distanciamento social, adotou de vez o comércio eletrônico em sua rotina.

Avalie o conteúdo

(Foto: Financial Times/Reprodução)

WhatsApp Pay: Saiba o que é e como funciona esse novo recurso

(Foto: Sesab)

Bahia registra 4.140 novos casos de Covid-19 e mais 121 óbitos pela doença