em

Como transportar seu pet em segurança durante uma viagem de carro

Para viajar com seu pet, é necessário investir em acessórios adequados para garantir sua segurança

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Com o ano chegando ao fim, muita gente já está planejando uma viagem para aproveitar as festas, e os bichinhos de estimação podem estar inclusos nesses planos. Quem for pegar estrada com seu pet precisa ficar atento a algumas medidas de segurança essenciais, não só para proteger o bichinho, mas também para evitar complicações no percurso, pois quem não seguir os protocolos pode até ser multado.

O primeiro item essencial para viajar com seu pet é uma caixa de transporte. Elas são vendidas em diferentes tamanhos e é importante garantir uma que seja espaçosa o bastante para o animal; afinal, ele passará o trajeto todo lá dentro e precisa ficar confortável. Outro detalhe importante é que essas caixas também precisam estar presas ao cinto de segurança na estrada.

A caixa de transporte é um acessório exigido para animais pequenos, mas, caso se trate de um cachorro grande, por exemplo, é necessário viajar com um cinto de segurança adaptado. Esse item é semelhante à coleira que usamos para levá-los para passear, prendendo o animal pelo peito e pescoço, porém com o adicional de poder ser acoplada ao cinto de segurança, mantendo o pet parado e seguro. Isso também é possível com animais pequenos, então para mantê-los fora da caixa por um tempo, é necessário realizar o mesmo procedimento.

Uma outra alternativa para animais pequenos são as caminhas com cinto de segurança, que possuem uma coleira de peitoral embutida na cama. É um acessório eficaz, porém limita consideravelmente os movimentos do bichinho e ele pode se sentir desconfortável com o tempo. Já para cachorros grandes também é possível transportá-los no porta-malas e colocar grades divisórias para impedi-lo de pular para o banco traseiro, garantindo mais espaço e conforto para o animal.

Para quem não tem carro próprio e está planejando fazer um aluguel de carros para viajar, é importante se certificar de que a locadora permite o transporte de animais em seus veículos, pois nem todas autorizam. Nesses casos, as medidas de segurança são ainda mais necessárias, já que qualquer dano que o pet causar ao veículo sairá do bolso do cliente, então além de proteger seu bichinho, você também previne qualquer inconveniente.

Vale lembrar que dirigir com animais soltos ou do lado de fora do veículo é uma infração grave de trânsito, com penalidade de cinco pontos na habilitação e multa no valor de R$ 195,23.

*Este post foi criado por um colaborador. Envie seu post!

Avalie o conteúdo