Acampar costumava ser uma atividade perfeita para entrar em contato com a natureza, mas que afastava alguns viajantes que tinham medo de não contar com uma boa estrutura no local. Falta de banheiros apropriados, água quente encanada, eletricidade, entre outras situações, costumam ser um problema para quem não abre mão de conforto ao viajar.

Entretanto, existe uma nova modalidade que tem permitido aos viajantes entrarem em contato com a natureza e a cultura local, sem precisar abrir mão de alguns benefícios na hora de se hospedar. Este é o glamping, a união de “camping” e “glamour”.

Ao contrário das hospedagens por temporada em casas e apartamentos de locais, que estão se tornando pauta no mundo todo, por conta da gestão imobiliária, o glamping acontece em locais próprios para a hospedagem de turistas e ajuda a fomentar esse setor.

Está com interesse em praticar o glamping? Descubra algumas opções brasileiras para acampar com muito conforto, estilo e próximo à natureza.

Parador (Cambará do Sul – RS)

Localizado na região de cânions em Cambará do Sul, no estado do Rio Grande do Sul, esse glamping oferece quatro opções de hospedagens: o Casulo, o Bangalô, a Barraca Suíte e a Barraca de Luxo. Com exceção da Barraca de Luxo, todas as outras opções oferecem até mesmo hidromassagem.

Indo além de uma excelente infraestrutura, o glamping também oferece uma cozinha refinada e passeios, como voos de balão. Há ainda alguns “festivais gastronômicos” que acontecem durante o ano, em que é possível degustar sabores diferentes da culinária local ou internacional.

Voador (Atibaia – SP)

O Voador é mais do que um glamping, combinando projeto ecológico com hospedagem, oferecendo uma alternativa confortável, elegante e sustentável para entrar em contato com a natureza.

Entre as atividades disponíveis no local, estão jornada guiada, plantio e colheita na horta, além de incursões pela mata.

Para hospedagem, há possibilidades de bangalôs, tendas, domos e trailers. O ambiente também é aconselhável para famílias com crianças, mas casais também encontram um ambiente romântico para uma viagem especial.

Dê Algodões (Península de Maraú – BA)

Os detalhes fazem a diferença nesse glamping, que une muitos cuidados com o meio ambiente com um estilo especial, tudo para garantir a melhor experiência em meio a uma paisagem paradisíaca.

O Dê Algodões ainda toma todos os cuidados para garantir que a maior quantidade possível de lixo seja reciclada, seja utilizando uma garrafa de água de vidro com refil ou substituindo as garrafas de vidro de cerveja por latas (que são mais fáceis de reciclar na região).

O glamping está a apenas 50 metros da praia, e o hóspede pode ficar em lindas tendas que têm estrutura e acabamento de madeira, com varanda e rede.

Rancho do Peixe (Preá – CE)

Este glamping é um sucesso para quem ama esportes radicais, como o windsurf, ou para quem apenas deseja relaxar recebendo uma boa massagem. O Rancho do Peixe oferece ainda a possibilidade de stand-up paddle e muitas outras atividades.

A arquitetura do glamping foi construída priorizando recursos e materiais locais, além de pensada especialmente para aproveitar recursos naturais, como o vento e a luz da região. Há ainda hortas e compostagem.

A principal opção de hospedagem são os charmosos bangalôs, que oferecem uma visão incrível do local, e muito próximo é possível acompanhar ninhos de tartarugas, em algumas épocas do ano.