em

5 passeios grátis para fazer em São Paulo

A cidade é reconhecida por ser um caldeirão cultural e oferece inúmeras possibilidades de passeios gratuitos. Confira alguns deles a seguir!

(Imagem ilustrativa/Pixabay)
(Imagem ilustrativa/Pixabay)

São Paulo é a maior cidade da América Latina em vários aspectos: território, população e diversidade de atividades culturais para desfrutar. Ela é reconhecida por ser um polo econômico, atraindo turistas de negócios de diferentes lugares dentro e fora do país.

Contudo, na última década, essa cidade tem atraído cada vez mais turistas que vêm conhecer os pontos turísticos e a vida cultural intensa característica dela: museus, cinemas, teatros, restaurantes e bares diversos, shows em parques entre tantas outras opções.

Por isso, se você está pensando em visitar essa cidade, antes de comprar a sua passagem de Ribeirão Preto para São Paulo, confira algumas dicas de passeios grátis incríveis que você pode fazer durante a viagem!

Parques

São Paulo é reconhecida por ser uma selva de pedras. Contudo, a cidade possui parques muito bonitos. O mais famoso deles é o Ibirapuera, localizado no bairro de Moema. Além de curtir a vegetação e o lago, é possível visitar vários aparelhos culturais que ficam neste parque, tais como o Museu de Arte Moderna (MAM), a OCA, a Bienal, o Museu de Arte Contemporânea (MAC), o planetário e o Museu Afro Brasil.

Outro parque bastante conhecido e visitado na cidade é Villa Lobos, situado no bairro de Pinheiros. Ele é ótimo para quem gosta de passear com crianças, já que oferece áreas de playground diversificadas, com aparelhos como trepa trepa, escorregador, balanços e bancos de areia. 

Esse parque também possui diferentes pistas para bicicletas, skate, patins e caminhada, além de quadras de futebol, vôlei, basquete e tênis, além de um belo orquidário.

Praça Kantuta

A cidade é reconhecida por ser uma cidade multicultural, já que reúne pessoas de várias nacionalidades e regiões brasileiras. Um lugar ótimo para ver um pouco mais dessa diversidade é a Praça Kantuta, no bairro do Pari.

Ela sedia uma feira todos os domingos, entre as 11h e as 19h. Ela reúne a comunidade boliviana que vive em São Paulo. Essa feira traz um pouco da cultura gastronômica do vizinho latino-americano (como a chicha, uma das bebidas típicas da Bolívia, e a empanada), além do artesanato local. Também é possível acompanhar a apresentação de grupos musicais bolivianos.

Praça Dom José Gaspar

Localizada logo atrás da biblioteca Mário de Andrade (uma das mais famosas da cidade), essa praça possui inúmeras árvores e bancos para sentar. Ali também é possível visitar diferentes bares (sobretudo na sexta à noite e no sábado à tarde, quando rodas de samba se apresentam nesses espaços).

Uma vez na praça, é super fácil ir andando até outros pontos turísticos da cidade, tais como o Vale do Anhangabaú, o teatro Municipal e a Praça da República — onde acontece aos domingos a tradicional feira de artesanato mais tradicional da cidade, criada pelo movimento hippie.

Jardins do Museu do Ipiranga

Esse museu é um dos mais famosos da cidade. Além de trazer documentos e objetos históricos relacionados ao processo de independência política do Brasil em relação a Portugal, essa instituição é famosa por seu jardim externo.

Além de extenso, o jardim é bem cuidado e inspirado no jardim do Palácio de Versalhes, nos arredores de Paris. É um espaço para descanso e também é ótimo para quem gosta de praticar exercícios ao ar livre, como fazer uma caminhada ou andar de skate, por exemplo.

Centro Cultural São Paulo

O Centro Cultural de São Paulo (CCSP) é um espaço super versátil, acessível e com uma programação super diversificada e interessante. Além de atividades como debates, exibição de filmes, shows, espetáculos de dança e peças teatrais, esse centro abriga uma discoteca, a coleção da Missão de Pesquisas Folclóricas de Mário de Andrade e até uma horta comunitária. Todos esses equipamentos culturais são abertos ao público.

Como o CCSP é situado no bairro da Liberdade, se você gosta de comida japonesa, vale almoçar na região, reconhecida por abrigar boa parte dos imigrantes japoneses da cidade.

Avalie o conteúdo

(Imagem ilustrativa/Freepik Premium)

Técnicas para se concentrar nos estudos ouvindo música

(Imagem ilustrativa/Freepik Premium)

Busca pelo corpo ideal gera sofrimento, alerta especialista