em

Boas práticas para o setor turístico na pandemia

Secretaria de Turismo de São Paulo lança plataforma que reforça as melhores práticas em biossegurança para reerguer o setor no cenário pandêmico

(Imagem ilustrativa/Freepik Premium)

Para auxiliar os prefeitos paulistas na busca por soluções para enfrentar a crise no setor turístico imposta pela pandemia, a Secretaria de Turismo de São Paulo (Setur) lançou recentemente uma plataforma eletrônica com boas práticas. A ideia deste recurso é que a ferramenta colaborativa ajude na criação de catálogo com experiências bem-sucedidas, que possam ser replicadas por gestores públicos em todo o estado.

De acordo  com o secretário Vinicius Lummertz, “os desafios são comuns a boa parte dos municípios, de modo que a solução de um pode também ser também a do outro. É por isso que a troca de boas experiências é uma forma de abreviar o caminho para a recuperação econômica do nosso setor”, completou.

Por dentro da Plataforma 

O primeiro projeto disponível dentro da plataforma é o Viva Rua SP, que apresenta todos os passos de como aproveitar o espaço público e potencializar as atividades econômicas relacionadas ao turismo. Na descrição, estão detalhes da implementação jurídica do modelo, sugestões de ferramentas administrativas e o passo a passo da modelagem para diferentes perfis de municípios.

Uma análise com os municípios já revelou tais práticas de sucesso com potencial de serem replicadas, com destaque para o auxílio financeiro a trabalhadores do turismo, a manutenção do fornecimento de gás, água ou eletricidade a inadimplentes, além de programas especiais de crédito.

A iniciativa, além de favorecer o turismo local das cidades do estado de São Paulo, também voltará a movimentar as estradas, em especial a rota de ônibus Rio – São Paulo, já famosa por seu fluxo turístico pré-pandemia. 

(Imagem ilustrativa/Freepik Premium)
(Imagem ilustrativa/Freepik Premium)

Números do turismo no Brasil

Segundo um recente relatório divulgado pela Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), as operadoras de turismo perderam dois terços do faturamento em 2020, devido ao cenário de pandemia.

O faturamento das empresas caiu de R$15,1 bilhões em 2019 para R$4 bilhões no ano passado, e iniciativas como a da Setur podem representar esperança de retomada para o setor.

Avalie o conteúdo

(Imagem ilustrativa/Freepik Premium)

7 dicas para escolher o aquecedor ideal

Paulo Gustavo (Foto: Reprodução/Instagram)

Por que a morte de famosos mexe tanto com a gente?