em

7 dicas para escolher o aquecedor ideal

(Imagem ilustrativa/Freepik Premium)
(Imagem ilustrativa/Freepik Premium)

Quando pensamos nos principais aparelhos eletrodomésticos do mercado, é comum lembrar de itens como geladeira, fogão, chuveiro e micro-ondas. Porém, existe um elemento que nem sempre entra nessa lista, mas está conquistando seu espaço na preferência dos consumidores: o aquecedor a gás.

Basicamente, este é um equipamento responsável por aquecer a água e, então, permitir que ela já chegue quentinha aos chuveiros e torneiras da casa. Assim, você deixa de sofrer com aquela água gelada nos dias frios, seja para tomar um banho confortável ou para lavar as louças do jantar.

Como ele é alimentado por gás, a economia na conta de energia tende a ser bem significativo, o que é outro ponto positivo para adotá-lo para sua casa ou apartamento.

Se você ainda tem algumas dúvidas para comprar o seu aquecedor, fique tranquilo, pois acabou de vir ao lugar certo! Continue conosco para conferir as dicas super importantes que preparamos para te ajudar em sua aquisição.

Dicas práticas para comprar o melhor aquecedor para suas necessidades

Depois de conferir nossas sugestões, você verá como a escolha do aquecedor será bem mais simples e prática!

#1 – Conheça os diferentes tipos de aquecedor

Há dois tipos de aquecedor, e é importante conhecer suas diferenças para fazer a melhor escolha possível. São eles:

  • Aquecedor de acumulação: a água é aquecida previamente e fica em um reservatório. Seu uso é indicado para casos em que é utilizada muita água quente ao mesmo tempo.
  • Aquecedor de passagem: modelo mais comum, em que a água é aquecida assim que uma torneira de água quente é aberta. Para coberturas de prédios e casas altas, pode ser preciso um pressurizador de água para fornecer a pressão suficiente.

#2 – Escolha o dimensionamento de acordo com suas necessidades

Há aquecedores com diferentes dimensionamentos no mercado, e é importante saber quais são as opções para conseguir escolher o ideal para o que procura.

Se você precisa de um aquecedor para apenas um chuveiro, então um modelo de 8 litros já costuma ser suficiente. Se quiser um modelo que atenda eventualmente a uma torneira ao mesmo tempo do chuveiro, então opte pelos de 10 a 15 litros.

Para necessidades maiores, como três banheiros, por exemplo, então o ideal é ficar com os de 30 a 37 litros.

Ao ficar com o dimensionamento ideal, você evita não ter água quente disponível justamente quando mais precisa dela.

#3 – Se possível, opte pelos aquecedores digitais…

Aquecedores digitais são aparelhos mais modernos, já que a chama responsável pelo aquecimento da água é regulada automaticamente de acordo com a demanda. Por exemplo, se um chuveiro já estiver sendo usado e uma torneira de água quente é aberta, a chama aumenta para conseguir esquentar toda a água necessária.

Os aquecedores mecânicos, por sua vez, contam com um sistema de chama fixa, ou seja, com intensidade controlada manualmente e que se mantém constante, não importa quanta água passe por ele. Logo, se a chama estiver mais baixa que o ideal, a água não será aquecida conforme necessário.

Por isso, os aquecedores digitais são opções melhores, já que trazem mais praticidade e conveniência, evitando que se tenha que regular a chama a todo momento.

#4 – …E não se esqueça que nem todo aquecedor com display digital é, de fato, digital

É importante se atentar para o fato de que existem aquecedores mecânicos com display digital, que mostram a temperatura exata da água, mas não são digitais. Mesmo com essa telinha, eles continuam sendo mecânicos e, portanto, a chama é regulada manualmente.

Ao comprar seu aquecedor de água, se optar pelos digitais, assegure-se de que eles sejam realmente digitais.

#5 – Escolha o equipamento de acordo com a fonte de gás disponível

É possível usar os aquecedores a gás tanto com GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), o gás que vem dos botijões, quanto com GN (Gás Natural), popularmente chamado de gás encanado.

Embora ambos sejam fontes de gás, há aquecedores específicos para GLP e outros para GN. Isso significa que os compatíveis com um sistema não funcionam com o outro, e vice-versa.

Atente-se na hora da compra para evitar problemas de compatibilidade com a sua fonte de gás!

#6 – Conheça os diferentes sistemas de exaustão

Todo aquecedor a gás precisa de um sistema de exaustão, que permite que os gases resultantes da queima sejam expelidos.

Geralmente, os aquecedores mecânicos contam com um sistema de exaustão natural, que como o nome indica, expele os gases naturalmente. Por outro lado, os aquecedores digitais funcionam com um sistema de exaustão forçada, em que ventoinhas são usadas para ajudar a expelir aqueles gases.

Alguns aquecedores mecânicos funcionam com exaustão forçada, embora isso não seja regra.

Há também os aquecedores de fluxo balanceado, em que a ventoinha ajuda a eliminar os gases ao mesmo tempo em que existe um sistema para captar o ar de fora do ambiente.

Seja qual for o tipo de aquecedor escolhido, é obrigatório ter um sistema de exaustão com o uso de chaminé. Afinal, um dos gases resultantes da queima é o monóxido de carbono (CO), que precisa ser destinado adequadamente ao ambiente externo.

Cabe ressaltar que a Norma ABNT NBR 13103, que fala sobre os requisitos para a instalação de aparelhos a gás para uso residencial, tem uma pequena exceção, bem específica, para aquecedores que não precisam de dutos de exaustão. Porém, não há produtos com as especificações solicitadas disponíveis no mercado.

#7 – Considere a economia na conta de energia

Por último, mas não menos importante, a aquisição de um aquecedor a gás deve considerar a grande economia que seu uso trará na conta de luz, que faz bastante diferença no orçamento, já que chuveiros e torneiras aquecidas estão entre os maiores consumidores de energia elétrica.

Além disso, você terá muito mais praticidade e conforto nos banhos e momentos de lavar as louças, especialmente naqueles dias mais frios, em que os chuveiros e torneiras elétricas não costumam dar conta do aquecimento.

Hoje em dia, é possível encontrar modelos de aquecedor a gás de ótima qualidade que partem de aproximadamente R$ 1.700.

Escolha o aquecedor ideal para o que procura!

Depois de conferir nossas dicas, você conseguirá escolher seu aquecedor com muito mais critérios e, assim, tomar uma decisão acertada, que contribuirá bastante para o seu conforto, especialmente naqueles dias mais frios, quando você espera tanto por um banho bem quentinho. E não esqueça que se você adorar mergulhar em uma piscina, os aquecedores para piscina ajudam muito. 

A partir do momento que você tiver um bom aquecedor a gás em sua casa, perceberá como essa foi uma excelente decisão, com bom custo-benefício e, ainda por cima, mais qualidade de vida!

*Conteúdo colaborativo para o Folha Geral

Da Redação, com agência*

*Com Agência de Notícias
Envie seu conteúdo para análise editorial: redacao@folhageral.com.br
Conheça as condições em https://www1.folhageral.com/termos-e-condicoes

(Foto: Acervo Pessoal)

Taróloga Lu Bernardi acerta nas previsões sobre morte do ator Paulo Gustavo e Agnaldo Timóteo

(Imagem ilustrativa/Freepik Premium)

Boas práticas para o setor turístico na pandemia