in

País registra 32,05 milhões de contratos de banda larga fixa

Ilustração. Foto: Pixabay

O Brasil registrou, no mês de julho, um total de 32.058.402 contratos de banda larga fixa, de acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Em comparação ao mesmo mês do ano passado, houve um aumento de 1.421.280 contratos.

As maiores participações de mercado, em junho de 2019, foram registradas pela Claro com 9.534.015 domicílios (29,73% do mercado), pela Vivo com 7.342.751 domicílios (22,90% do mercado) e pela Oi com 5.706.240 domicílios (17,78% do mercado). O conjunto das Prestadoras de Pequeno Porte (PPPs), empresas que detém menos de 5% de cada mercado de varejo de telecomunicações em que atua, ofertou banda larga fixa a 8.672.092 domicílios (27,05%).

Em relação a julho do ano passado, o grupo das PPPs apresentou o maior crescimento quantitativo da banda larga fixa, com um saldo de 1.815.963 contratos (+26,49%). Entre as grandes empresas, a Claro registrou aumento de 341.423 contratos (+3,71%), mas a Vivo e Oi apresentaram reduções, de 248.194 contratos (-3,27%) e de 474.654 contratos (-7,68%), respectivamente.

Velocidade

Em julho de 2019, quase um terço das conexões à internet no Brasil estavam acima dos 34 Megabits por Segundo (Mbps), foram contabilizados 10.991.626 domicílios (34,29% do total), seguida das de 2 a 12 Mbps em 8.803.372 estabelecimentos (27,46%), das de 12 a 34 Mbps em 7.852.215 domicílios (24,49%), das de 0,51 a 2 Mbps em 4.028.533 casas (12,56%) e até 0,51 Mbps em 382.656 locais (1,19%).

Os números da banda larga fixa estão disponíveis nas planilhas disponibilizadas pela Agência, havendo informações por empresa, por faixa de velocidade, por grupo, por município, por tecnologia e por unidade da federação.

PUBLICIDADE

Loading...
Foto: Adenilson Nunes/GOVBA

Construção civil lidera geração de emprego na Bahia em 2019

Foto: Ana Cristina Campos/Agência Brasil

Washington aumenta impostos sobre importações chinesas; Pequim retalia