Ícone do site folhageral.com

Implante de barba: o que é e por que faz tanto sucesso?

(Imagem ilustrativa/Freepik)
(Imagem ilustrativa/Freepik)

Já não é novidade que a barba está na moda e cada vez mais conquista o seu espaço entre os homens. Seja pelo fato de que ela transmite segurança e personalidade, ou em função da beleza que ela realça no rosto. 

Entretanto, existem homens que têm dificuldade em ostentar uma barba volumosa ou sofrem com a perda de fios. Mesmo aqueles que têm a barba mais alta, ficam incomodados com as falhas ou locais que não crescem na proporção esperada. 

O que provoca a perda dos fios na barba?

Por mais incrível que possa parecer, a queda de fios na barba é comum e pode estar associada a estresse, alimentação inadequada e até mesmo a doenças autoimunes. Alguns homens não percebem que tem esse problema, pois costumam usar o aparelho de barbear com frequência, o que dificulta essa percepção. 

Como funciona o implante de barba? 

Pensando nisso, muitos recorrem a procedimentos estéticos para corrigir esse problema e uma das soluções buscadas é o implante de barba.

Basicamente, o método consiste na retirada do couro cabeludo para ser aplicado em alguma parte do rosto. O procedimento é feito com anestesia local e pode ser realizado com duas técnicas básicas que são: 

Para quem é indicado o implante de barba? 

Qualquer homem que apresenta queda nos fios em função de fatores genéticos, cicatrizes ou que sofreram queimaduras pode fazer o implante de barba. Além disso, as razões de estresse e dieta mencionados no início do texto também se enquadram no perfil de quem procura esse procedimento. 

Entretanto, vale ressaltar que ele precisa ser executado por um dermatologista, que é o profissional adequado para fazer uma avaliação de cada caso específico e indicar o tratamento adequado. 

Como é a recuperação de quem fez implante de barba?

O procedimento é minimamente invasivo e deixa pouca cicatriz. A cirurgia dura, em média, de 2 a 5 horas dependendo da quantidade de sessões necessárias. 

Nos primeiros dias, a orientação é evitar atividades físicas, em função da possibilidade de inchaço. Além disso, não é recomendável passar aparelho de barbear no rosto, pois isso pode provocar ferimentos e sangramentos no local.