Ilustração. Foto: Arquivo/Folha Geral
em

Resultado do Enem 2019 será divulgado no próximo dia 17

Os candidatos poderão conferir as notas na Página do Participante, disponível no portal ou aplicativo do Enem

A ansiedade, enfim, está perto de terminar para os candidatos que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 e não veem a hora da publicação das notas sair, para conferir se foram bem. Quem guardou o gabarito pôde ter uma ideia de como foi ainda no ano passado quando o gabarito oficial foi divulgado, em 13 de novembro. 

No entanto, o Ministério da Educação (MEC) informou que as notas do Enem 2019 serão divulgadas no dia 17 de janeiro. O resultado sairá na Página do Participante, no portal (https://enem.inep.gov.br/) ou aplicativo do Enem, e os candidatos poderão acessar fazendo o login com CPF e senha criada anteriormente — há a opção de recuperação de senha, caso o candidato não se recorde. Já quem realizou a prova como treineiro — quem não concluiu o ensino médio ainda — poderá acessar o boletim individual em março deste ano. 

O último Enem aconteceu nos dias 03 e 10 de novembro de 2019. De acordo com a Agência Brasil, ao todo, 3,9 milhões de estudantes foram a pelo menos um dia de prova.

Quais são as possibilidades para usar a nota do Enem?

Outra dúvida que paira nas mentes dos candidatos é como usar a nota do Enem. Dependendo da nota alcançada, o estudante poderá entrar em uma faculdade pública, participar de programas de bolsas (integrais ou parciais) ou de financiamento estudantil em faculdades privadas ou até mesmo fora do país. Confira abaixo: 

Ingresso direto

A nota do Enem pode servir para ingressar diretamente em uma universidade particular, seja com bolsa integral ou parcial, dependendo da nota. Sendo assim, o estudante não precisa prestar o vestibular interno da instituição. É válido consultar se a universidade que deseja cursar faz essa absorção do Enem. 

SISU

O Sistema de Seleção Unificada (SISU) é um programa do MEC que oferece vagas em universidades públicas sem a necessidade de realizar o vestibular. Para isso, o estudante deve se inscrever no SISU e escolher até duas opções de cursos ofertados pelas instituições cadastradas no programa — os mais bem classificados em cada curso são selecionados. A quantidade de vagas de cada curso e instituição pode variar.   

Prouni

O Programa Universidade para Todos (Prouni) é um programa do governo federal e volta-se aos estudantes de escolas públicas. Com o Prouni, os estudantes que estudaram todo o ensino médio em uma escola pública podem conseguir bolsas integrais ou parciais em instituições privadas.

FIES

O Fundo de Investimento Estudantil (FIES) também é um programa do MEC que tem o objetivo de viabilizar o ensino superior para todos. Ele é destinado para o financiamento das mensalidades da graduação de estudantes que não possuem condições de pagar. Por atuar como uma forma de empréstimo, o estudante deve realizar o pagamento ao concluir o curso.

Universidades fora do país

Estudantes que possuem o desejo de cursar uma faculdade fora do país também podem concorrer a vagas na Europa com a nota do Enem. Portugal, por exemplo, possui um convênio com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) — responsável pela aplicação do Enem — desde 2014 que viabiliza a aceitação da nota do Enem em universidades de lá. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Ilustração. Foto: Divulgação

OAB divulga calendário para Exame da Ordem em 2020

Ilustração. Foto: Arquivo Folha Geral/Freepik

5 dicas para planejar o seu intercâmbio em 2020