O Indicador de Confiança do Empresariado Baiano (ICEB), índice que avalia as expectativas do setor produtivo do estado, calculado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), marcou 45 pontos em outubro numa escala de -1.000 a 1.000 pontos. 

O ICEB, assim, assumiu o segundo maior patamar do ano e exibiu o terceiro registro acima de zero em sequência. A confiança do empresariado local, dessa forma, continuou na zona de Otimismo Moderado pela terceira vez seguida. 

O resultado mais recente representou uma ampliação de 30 pontos quanto ao averiguado em setembro (15 pontos) – insuficiente, entretanto, para recompor o recuo observado anteriormente, de 63 pontos. Em relação ao registrado um ano antes (-105 pontos), a pontuação atual indicou um aumento de 150 pontos. 

A expansão do nível de confiança de setembro a outubro não aconteceu de forma generalizada, visto que não foi realidade para uma das quatro atividades: a Agropecuária. No comparativo com o mesmo mês do ano antecedente, o aumento da confiança foi visto em todos os setores. 

Do conjunto avaliado, os itens PIB nacionalinflação e juros apresentaram os indicadores de confiança em melhor situação no mês. Em contrapartida, as variáveis créditocâmbio e PIB estadual foram aquelas com as piores expectativas do empresariado baiano. 

O boletim completo com as análises referentes ao mês de outubro pode ser acessado diretamente do site da SEI clicando aqui.

*Com informações da SEI