(Foto: Reprodução)
em

Você sabe o quanto precisa poupar para ter uma boa aposentadoria?

Descubra como se organizar ao longo da vida para ter uma aposentadoria estável e segura e confira dicas de como poupar

Com as recentes mudanças propostas pela Reforma da Previdência brasileira, a preocupação em garantir um futuro seguro tem crescido cada vez mais. Afinal, entender como conquistar independência financeira é importante em qualquer idade. No entanto, em faixas etárias mais avançadas, a necessidade de uma estabilidade econômica é ainda maior.

Tendo isso em vista, contar apenas com os planos do INSS já não é uma boa opção. É preciso garantir um futuro de outras maneiras, seja através de uma poupança ou de outros fundos guardados ao longo da vida. Portanto, entender o quanto poupar e de quais maneiras é a melhor opção para ter a estabilidade de uma terceira idade segura.

Afinal, durante esse período da vida é comum que imprevistos venham a acontecer, tais quais problemas de saúde e gastos com remédios. Sendo assim, a necessidade de uma estabilidade financeira é grande, bem como de uma segurança para lidar com eventuais problemas.

Aqui detalhamos de maneira simples e direta quais as melhores maneiras de você se programar para a terceira idade, bem como os melhores formatos para economizar de maneira eficiente. Acompanhe!

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Aumento da expectativa de vida no Brasil

Não é segredo que a expectativa de vida no Brasil vem aumentando[1] . Isso acontece tanto pela melhora da saúde, como pelas políticas sociais e com foco no auxílio a pessoas de baixa renda. Dessa forma, os brasileiros possuem a tendência de viver cada vez mais.

Em 2018, por exemplo, novas pesquisas apontaram que a expectativa de vida brasileira subiu cerca de 3 meses em relação a 2017, tanto para os homens quanto para as mulheres.

Nesse sentido, os efeitos nos planos previdenciários são diretos, bem como no planejamento de quem deseja viver a terceira idade de forma tranquila.

Em um cenário, no qual, contar com o INSS parece pouco seguro, é preciso focar em outras alternativas. Poupar uma parte do salário mensalmente é uma boa opção, principalmente quando unida a fundos de investimentos que permitem um aumento da renda.

Qual a idade ideal para começar a economizar?

Falar sobre educação financeira é de extrema importância em todas as idades.

Atualmente, existem projetos na Câmara que sugerem a implementação de aulas sobre o tema dentro da grade curricular comum das escolas, ensinando as crianças desde cedo a se organizarem financeiramente e a conhecerem a importância do dinheiro.

Nesse sentido, torna-se evidente que não há uma faixa etária correta para começar a organizar o orçamento para a terceira idade. Quanto antes, melhor, tendo em vista a oportunidade de obter maiores rendimentos durante o período.

Além disso, segundo especialistas, a partir dos 20 anos a maioria dos jovens já possui estabilidade financeira suficiente para poupar determinada quantia por mês.

Os valores dependem do salário e número de contas a pagar de cada indivíduo, porém, quantias a partir de 100 reais já são suficientes para investimentos de menor porte.

Vale ressaltar também que a quantia poupada está diretamente relacionada ao padrão de vida desejado para a velhice.

Sobreviver com os valores fornecidos pelo INSS é perfeitamente possível, mas não permite um grande conforto. Sendo assim, é preciso ter em mente que quanto maior for a economia, melhores serão as condições obtidas no futuro.

Quais são as melhores formas de se preparar para o futuro?

Que é preciso buscar por meios alternativos para garantir uma terceira idade segura, não há dúvida alguma.

Afinal, nesse período da vida é comum que os gastos com medicamentos e consultas médicas aumentem, assim como a necessidade de ter um fundo para possíveis imprevistos.

No entanto, também é muito importante escolher um meio seguro de preparar o orçamento para o futuro. Nesse sentido, dois formatos são bastante indicados pelos especialistas financeiros:

Previdência privada

A previdência privada é com toda a certeza um dos meios mais comuns de garantir um fundo financeiro para qualquer idade da vida. Ela consiste em economizar determinadas quantias por mês, deixando-as em responsabilidade de uma instituição financeira.

Em cima da quantidade reservada são aplicadas taxas tributárias que fazem com que o valor aumente com o passar do tempo, variando de acordo com o valor armazenado.

A previdência privada teve uma grande adesão por parte da população por ser a verdadeira representação de uma forma de investimento segura e que não representa riscos de perdas financeiras.

Ou seja, para aqueles que preferem uma administração mais conservadora, esse é o formato ideal para poupar e não colocar as economias em risco.

Porém, também é importante dizer que entre todos os meios de investimento, a previdência privada é um dos métodos que proporciona menores rendimentos.

Suas taxas de juros são pequenas, principalmente para quem não possui condições de poupar grandes quantias por mês.

Tesouro direto

O tesouro direto é outro método de investimento bastante difundido no Brasil e bem indicado para quem deseja criar um fundo para a velhice.

Dentro dele o indivíduo compra títulos públicos que são fornecidos pelo próprio governo brasileiro, os quais poderão aumentar de valor e proporcionar lucro com o passar dos anos.

Essa modalidade de investimento é indicada para a aposentadoria porque tem como principal pilar a segurança. Por ser uma modalidade de renda fixa, o dinheiro vai aumentando com o passar dos anos e de maneira gradativa, porém constante.

Vale dizer também que, por se tratar de um título público, os riscos de levar um “calote” são bem pequenos. Além disso, o tesouro direto proporciona melhores juros a longo prazo, sendo perfeita para os planejamentos voltados para a terceira idade.

*Conteúdo colaborativo para o Folha Geral

Da Redação, com agência*

*Com Agência de Notícias
Envie seu conteúdo para análise editorial: redacao@folhageral.com.br
Conheça as condições em https://www1.folhageral.com/termos-e-condicoes

(Imagem ilustrativa/Freepik)

5 maneiras de manter seus funcionários motivados durante a pandemia

(Foto: Hermes Fotografia)

Luís Martins lança álbum audiovisual com releituras de Chico e Caetano