em

Como cuidar do seu sorriso pode aumentar a sua autoestima

Procurar formas de como cuidar do seu sorriso é essencial em diversos aspectos

(Imagem ilustrativa/Freepik)

O sorriso é o principal cartão de visitas e justamente por isso ele é considerado um dos pontos mais atraentes, impactando diretamente na percepção e autoestima, bem como na imagem que passamos. Por isso, procurar formas de como cuidar do seu sorriso é essencial em diversos aspectos.

Neste artigo separamos algumas dicas de como cuidar do seu sorriso, levando em consideração o quanto ele pode elevar a sua autoestima e a própria saúde física e mental.

(Imagem ilustrativa/Freepik)
(Imagem ilustrativa/Freepik)

1.  Confiança

Como dito anteriormente, o sorriso pode impactar na auto percepção. Por esse motivo ele está intrinsecamente ligado à confiança. Para aqueles que trabalham com a imagem, por exemplo, isso fica ainda mais evidente, pois um sorriso bonito faz com que a pessoa trabalhe mais segura e pode atrair novas oportunidades.

Nesse sentido, é muito comum que ao necessitar fazer um tratamento mais aparente, como a colocação de aparelho ortodôntico, traga receios sobre como a aparência será afetada. Para auxiliar nesse contexto, o aparelho ortodôntico transparente foi desenvolvido e permite que o procedimento seja feito de forma discreta, não impactando na percepção própria ou de terceiros, trazendo diversos benefícios para a arcada dentária.

Dessa forma, cuidar da cor e aparência dos seus dentes impacta diretamente na sua confiança tanto no seu ambiente de trabalho quanto em sua vida pessoal.

2.   Impacta na saúde mental

As pessoas que sorriem mais e sem receio são mais felizes, não pelo ato em si, mas porque sorrir libera um hormônio conhecido como endorfina, trazendo uma sensação de prazer para o cérebro. Ou seja, sorrir mais traz a sensação de bem-estar e isso impacta diretamente na sua visão, bem como na forma como as pessoas te enxergam.

Isso faz muita diferença e, pensando no âmbito profissional, isso pode influenciar diretamente nos atendimentos e na sua técnica de persuasão.

Como cuidar dos dentes?

Para que seja possível usufruir desses benefícios, alguns tratamentos podem ser feitos. Mas, mais que isso, é importante adotar práticas diárias de cuidado. Conheça algumas delas nos tópicos a seguir:

Tenha uma boa higienização bucal

O primeiro passo para ter um sorriso bonito e saudável é ter uma boa higiene bucal. Muitas pessoas pensam que após se alimentar a escovação deve ser realizada imediatamente, mas não é bem assim. Isso porque o correto é esperar 30 minutos para realizar a escovação, de modo que o processo digestivo seja iniciado e os ácidos e demais substâncias não entrem em conflito direto na cavidade bucal.

O motivo é que quando mastigamos a nossa boca libera um líquido corrosivo com o intuito  de auxiliar na hora de engolir a comida e direcioná-la para o organismo. O fio dental deve ser usado após a escovação e duas vezes ao mês é válido utilizar uma pasta com flúor, para trazer resultados bem positivos a longo prazo.

Para finalizar, utilize enxaguante bucal por no mínimo 40 segundos, fazendo com que as gengivas fiquem protegidas contra a gengivite. Para intensificar ainda mais a autoestima e o bem-estar, procedimentos como a colocação de lente de contato dental são muito bem-vindos. Afinal, eles possibilitam o alinhamento, ajuste de tamanho e até o aspecto brilhante tão almejado para a dentição.

Tenha uma alimentação balanceada

Outro cuidado é evitar alimentos cheios de conservantes, assim como doces e guloseimas. A orientação de nutricionistas é que quanto mais colorido for o prato, melhor para todo o seu organismo. Por isso, aposte sempre em legumes, verduras e frutas. Os alimentos que ajudam na saúde dentária são:

Morango

Além de ser rico em vitamina C, ajuda diretamente no clareamento da cavidade bucal, podendo substituir os doces e sobremesas.

Maçã

Após a refeição, comer uma maçã é bastante válido, pois o alimento auxilia diretamente na limpeza dos dentes e cavidade bucal, por conta das fibras presentes.

Brócolis e cenoura:

O brócolis e a cenoura ajudam a reforçar o esmalte dos dentes e diminuem as chances de surgirem cáries e tártaro.

Linhaça

Rica em ômega três e nutrientes, a linhaça aumenta a resistência do organismo contra inflamações na arcada dentária.

Você consegue diminuir as chances de uma informação além de ter uma boa digestão perante as fibras existentes na fruta.

Peixes

Salmão, atum, sardinha e outros peixes são boas fontes de vitamina D e atuam diretamente na absorção de cálcio em nosso corpo. Dessa forma eles se tornam excelentes fortificantes dos nossos dentes.

Chicletes sem açúcar

Algumas pessoas não conseguem eliminar completamente o doce e o açúcar, justamente para isso o chiclete sem açúcar adoçado com xilitol é uma opção. Outra informação importante é que quando mascamos chicletes estimulamos a produção de saliva que, naturalmente, elimina as bactérias.

Dessa forma você conseguirá prevenir mau hálito e cuidar dos seus dentes sem o risco de desencadear uma cárie dentária.

Vitaminas D e C

Apostar em vitaminas é importante pois ajudam na absorção de cálcio nos dentes, além de aumentar a imunidade das gengivas. Em geral você consegue encontrar essas substâncias com facilidade, em alimentos como acerola, morango, couve, cenoura, batata, iogurte, manteiga ou cogumelos. Colocando esses alimentos em sua refeição você conseguirá dentes mais saudáveis e conseguirá aumentar sua autoestima.

Não se esqueça que cuidar do seus dentes é um investimento para toda vida, levando em consideração que eles são responsáveis pelo pleno funcionamento de diversos sistemas do corpo.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Vue Odonto, uma rede especializada em atendimento odontológico com enfoque na humanização.

*Conteúdo colaborativo para o Folha Geral

Da Redação, com agência*

*Com Agência de Notícias
Envie seu conteúdo para análise editorial: redacao@folhageral.com.br
Conheça as condições em https://www1.folhageral.com/termos-e-condicoes

(Imagem ilustrativa/Freepik Premium)

Saúde bucal depois dos 40, 4 problemas que podem ocorrer, aprenda como tratá-los

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Brasileiros estão mais altos, mas não necessariamente mais saudáveis