em

Ácaros: saiba como proteger a sua casa destes minúsculos inimigos

Ilustração. Foto: Pixabay

Quando falamos em ácaros, na verdade, estamos diante de milhares de espécies de pequenos aracnídeos que estão espalhados em quase todos os ambientes, principalmente em nossas casas. 

Muito pequenos, os ácaros acabam representando uma verdadeira ameaça invisível à nossa saúde e de nossa família: a maioria desses animais microscópicos mede entre 0,25 e 0,75 milímetros, permitindo que colônias inteiras possam viver até mesmo em seu travesseiro, como os da espécie Dermatophagoides, termo que significa “comedor de pele”. 

Os ácaros são alérgenos em potencial: desencadeiam reações alérgicas diversas, principalmente as respiratórias e dermatológicas. Além do próprio ácaro poder penetrar as vias respiratórias, seus excrementos também podem exercer diversos gatilhos alérgicos.

Embora uma grande parcela da população não seja realmente afetada pela presença de ácaros no ambiente, muitas outras podem desenvolver alergias e ainda sofrer o agravamento de doenças pré-existentes. Entre os distúrbios da saúde mais comuns relacionados aos ácaros domésticos estão:

– Asma alérgica e agravamento das crises de asma;

– Rinites;

–  Blefarites (inflamação das pálpebras);

– Conjuntivites (inflamações da conjuntiva, mucosa que reveste e protege os globos oculares);

– Escabiose (ou sarna, causada pelas fezes dos ácaros que cavam túneis sob a pele);

– Dermatite (eczemas e inflamações da pele).

Convivendo com ácaros

Ácaros: saiba como proteger a sua casa destes minúsculos inimigos. Foto: Pixabay
Ilustração. Foto: Pixabay

É praticamente impossível exterminar completamente os ácaros do ambiente, e nem sempre sua presença é um indicativo de sujeira ou falta de cuidados. Estima-se que em um único grama de poeira vivam colônias com cerca de 2 a 10 mil deles.

No entanto, o controle de sua proliferação nos ambientes é possível e muito importante para manter os ambientes da casa mais saudáveis à saúde de todos, principalmente aos portadores de alergia. Algumas medidas básicas, porém fundamentais, vão ajudar a diminuir o acúmulo dos dos ácaros domésticos e seus impactos. Confira!

– Mantenha a rotina de  limpeza da casa em dia. Tire o pó dos móveis com auxílio de um pano de fibras macias e limpe o chão diariamente. O aspirador de pó ou esfregão do tipo mop evitam que as partículas de poeira subam pelos ares, como ocorre ao varrer as superfícies com vassouras de cerdas duras.

– Lave as roupas de cama e toalhas regularmente com sabão neutro. Não use os mesmos lençóis e fronhas por mais de uma semana.

– Coloque os travesseiros e o colchão para tomarem sol sempre que possível. Se o clima permitir, faça isso uma vez por semana.

– Retire carpetes e tapeçarias da casa. Prefira revestimentos que facilitam a rotina de limpeza, como o piso laminado, por exemplo.

– Prefira cortinas fáceis de lavar e de tecidos sintéticos como PVC ou poliéster, que são mais fáceis de limpar. Evite persianas e tecidos de rendas, que acumulam poeira mais facilmente. 

– Faça a manutenção preventiva e limpeza periódica dos filtros do ar-condicionado, coifas e exaustores. 

– Mantenha a casa sempre bem arejada e aproveite os horários que a luz do sol pode penetrar nos cômodos para deixar cortinas e janelas abertas.

– Evite brinquedos e enfeites como os bichinhos de pelúcia.

– Durante o verão, lave casacos, cobertores, mantas e edredons e os guarde bem secos em sacos apropriados – os modelos a vácuo são excelentes opções – para evitar o acúmulo de poeira.



Patrocinador
Loading...
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Trabalhadores já podem optar pelo Saque-Aniversário do FGTS

Ilustração. Foto: Pixabay

Quer alavancar seu negócio? Saiba como conseguir dinheiro para tornar sua ideia real