em

Dia dos Pais: Seis dicas para evitar problemas na hora das compras

Ilustração. Foto: Pixabay

Segundo pesquisa realizada pela Federação das Câmaras dos Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo (FCDLESP), as vendas para o Dia dos Pais deste ano devem crescer 4% com ticket médio entre R$ 100,00 a R$ 200,00. Para os lojistas, esta data ocupa o terceiro lugar no ranking entre as datas mais importantes do segundo semestre para o varejo, ficando atrás somente do Dia das Crianças e Natal.

Nesta semana o Google realizou uma pesquisa com consumidores e registrou que as buscas por presentes para a data já começaram e que o digital tem grande destaque na procura por opções e inspirações de compra. Primeiro, o consumidor analisa sites de busca (26%), depois sites de comparação de preços ou de lojas (23%) e por último utilizam as redes sociais (12%). Ainda de acordo com a pesquisa, 41% dos consumidores devem comprar o presente de última hora, sendo que de cada cinco, um deve optar por fazer a compra online.

Pensando nisso e sabendo que na compra online o consumidor preza o frete grátis (35%), os preços atraentes (29%) e o prazo curto de entrega (24%), o advogado Leandro Reimberg, especialista em direito e defesa do consumidor, listou abaixo cinco dicas e cuidados importantes que o cliente deve ter para evitar transtornos:

1- Confira o preço do produto antes de efetuar o pagamento

É dever das lojas tanto físicas quanto virtuais, cumprir o preço exibido nas prateleiras e nos anúncios. Sendo assim, não deixe de conferir o valor da compra ao efetuar e confirmar o pagamento.

2- O consumidor deve ser avisado sobre todas as formas de pagamento

Nenhum estabelecimento comercial é obrigado a aceitar pagamentos feitos com cheque ou cartões, mas neste caso, o consumidor deve ser informado de forma clara e visível, afim de evitar dúvidas ou constrangimentos.

3- Guarde a Nota Fiscal

A nota fiscal prova as condições da compra. Ela é de extrema importância nos casos de troca ou consertos, por isso, aconselhamos guardar a nota fiscal da compra até o primeiro uso ou primeira lavagem do produto.

4-Verifique se o produto apresenta embalagem e manual em português

Fiquem atentos, pois os produtos ou serviços à venda devem conter e assegurar informações corretas, claras, precisas, ostensivas e em português.

5- Atente-se às políticas de troca dos produtos

Se o produto não apresentar defeito, o fornecedor não é obrigado a trocá-lo, então, pergunte sempre ao vendedor sobre as possibilidades e prazos de troca. Se o produto já estiver com defeito, o problema deve ser solucionado pela loja em até 30 dias. Após este prazo, o consumidor tem três opções: substituir o produto por outro igual, cancelar a compra e solicitar a devolução do valor ou pedir desconto e ficar com o produto imperfeito.

6 – Atente-se às regras de uso dos vales e vouchers de presente

Caso você queira presentear seu pai com um vale-presente ou um voucher de algum serviço ou produto, informe-se sobre as regras de utilização do mesmo. Na maioria das vezes existe um prazo de validade a ser respeitado, além de valores pré-definidos e no caso de restaurantes ou passeios, deve-se considerar também os horários disponíveis.



Patrocinador
Loading...
Alessandra Lippel. Foto: Amanda Santos

4 Lições valiosas que o novo disco da Madonna traz sobre o Futuro do Trabalho

Ilustração. Foto: Pixabay

57% dos cigarros vendidos no Brasil são ilegais