em de

Abapa firma convênio para incentivar educação profissionalizante no oeste da Bahia

Abapa firma convênio para incentivar educação profissionalizante no oeste da Bahia
Convênio entre Abapa e Cetep Barreiras. Foto: Divulgação/Abapa

A Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) firmou nesta segunda-feira (5) um novo convênio de cooperação técnica com o Centro Territorial de Ensino Profissional (Cetep) da Bacia do Rio Grande, sediado em Barreiras. O objetivo é levar ao intercâmbio das atividades desenvolvidas pelos produtores de algodão no Centro de Treinamento Parceiros da Tecnologia, em Luís Eduardo Magalhães, para garantir acesso dos estudantes do ensino profissionalizante em todo o oeste da Bahia.

Ao assinar o convênio, o presidente da Abapa, Júlio Cézar Busato, acredita na importância de uma formação profissional pelos estudantes do Cetep que possam acompanhar as tecnologias desenvolvidas no campo para facilitar a inserção no mercado de trabalho. “Temos hoje no Centro de Treinamentos o que há de mais moderno com todos os recursos disponíveis para capacitar quem trabalha na cadeia do agronegócio. É do nosso interesse compartilhar essa infraestrutura para contribuir com o aperfeiçoamento da mão de obra disponível para a cadeia agrícola”, afirma.

PUBLICIDADE

Pelo Cetep, a diretora Maria Aparecida Câmara, acredita que a assinatura deste convênio é uma oportunidade para formalizar e uma parceria que já vem sendo posta em prática. “O Centro de Treinamento da Abapa já recebeu o curso técnico de Agropecuária em um curso de Soluções de Gerenciamento Agrícolas. Esta foi uma rica oportunidade para que os nossos estudantes possam estar preparados para utilizar estas tecnologias que são a realidade no mercado de trabalho agrícola”, explica.

Abapa firma convênio para incentivar educação profissionalizante no oeste da Bahia
Convênio entre Abapa e Cetep Barreiras. Foto: Divulgação/Abapa

Acompanharam a assinatura do convênio, a vice-diretora do Cetep da Bacia do Rio Grande, Fernanda Suely Souza, o diretor-executivo da Abapa, Lidervan Morais, o presidente do Centro de Treinamentos, Douglas Fernandes, e a analista de projetos da entidade, Marília dos Reis Ribeiro. No ano passado, o Centro de Treinamento capacitou cerca de 6 mil pessoas por meio de 236 cursos ligados diretamente ao campo como Movimentação Operacional de Produtos Perigosos (MOPP), Operação de Trator e Plantadeira, Operador de Máquinas Beneficiadoras de Algodão, dentre outros.

O Centro de Treinamento Parceiros da Tecnologia da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) conta com a parceria da Agrosul-John Deere, Oeste Pneus-Pirelli, SESI, SENAI, CIEB, SPRB/SENAR, Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães e Universidade Federal de Viçosa (UFV), além do apoio do Fundeagro e do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA).

PUBLICIDADE

Publicidade

Teste grátis por 14 dias. Se você gostar, assine utilizando o cupom: LC3JQAWPE3XK74E e ganhe 20% de desconto durante 1 ano. Saiba mais em: Conheça o G Suite



Loading...

Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)

PUBLICIDADE
Embasa discute desafios do saneamento em evento preparatório do 8º Fórum Mundial da Água

Embasa discute desafios do saneamento em evento preparatório do 8º Fórum Mundial da Água

Debret, J. B Aclamação de D. Pedro II. Litografia aquarelada, de Thierry Frères; 23 cm x 35,6 cm. França, séc. XIX

A história da realeza brasileira é contada por peças em leilão em São Paulo