em

Jovem Aprendiz forma a segunda turma no oeste da Bahia

Jovem Aprendiz forma a segunda turma no oeste da Bahia. Foto: Divulgação
Jovem Aprendiz forma a segunda turma no oeste da Bahia. Foto: Divulgação

Após 10 meses de curso, 59 estudantes receberam o certificado de conclusão dos cursos de Cultivo de Grãos e de Algodão, promovido pelo programa Jovem Aprendiz. A formatura foi realizada no dia 16 de junho, em Barreiras. Esta é a segunda turma formada pelo Programa realizado pela Aiba em parceria com o Cetep, Codevasf, Senar/Faeb, Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras, Ministério do Trabalho e Emprego e Ministério Público do Trabalho.

No curso, os jovens aprenderam sobre Competências Interpessoais, Comunicação Oral e Escrita, Matemática Aplicada, Segurança do Trabalho, Saúde do Trabalhador e Gestão Coorporativa. Na parte prática, que acontece na Fazenda Modelo, foram ministradas matérias específicas com módulos próprios das atividades de cultivo de milho, soja e algodão. O curso segue uma formatação curricular estabelecida pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e os professores também passam por uma capacitação oferecida pelo órgão.

Segundo a supervisora de coordenação técnica do Senar, Daniela Santos, o programa Jovem Aprendiz é muito mais que a preparação para as atividades agropecuárias; ele cumpre um papel de inclusão social. “Eles têm a oportunidade do primeiro emprego com carteira assinada, e depois do curso finalizado, estão preparados para trabalhar nas fazendas ou ainda continuar os estudos através de uma faculdade”, disse a supervisora.

Jovem Aprendiz forma a segunda turma no oeste da Bahia. Foto: Divulgação
Jovem Aprendiz forma a segunda turma no oeste da Bahia. Foto: Divulgação

Entre os jovens capacitados pelo programa estão Wagner dos Santos, Kailla Dantas e Cláudia da Silva. Eles fazem parte do time de aprendizes do Grupo Mizote. Com o curso de técnico em Agropecuária concluído, Wagner disse que ter participado do Jovem Aprendiz foi proveitoso porque pode vivenciar a prática da atividade. Esse aspecto também foi destacado por Kailla que ainda está no Cetep fazendo o mesmo curso técnico que Wagner. Já Cláudia, formada no curso de técnico em Comércio, conta que chegou ao programa sem nenhuma noção do trabalho no campo. “ Não tinha conhecimento nenhum da área agrícola. Ter participado do Jovem Aprendiz foi uma oportunidade única, incrível. Em todas as partes da vida eu tive crescimento. Vai fazer uma diferença enorme em minha vida profissional”, ressaltou Cláudia que também está fazendo faculdade na Ufob.

O nível de preparo e empenho destes jovens faz com que eles sejam disputados pelas fazendas. “Os meninos estão se sobressaindo e indo muito bem nas atividades da fazenda. Nosso interesse de contratação é grande”, afirmou Marcelo Gabriel, coordenador de Recursos Humanos do Grupo Mizote, que já contratou três jovens da primeira turma para trabalhar como técnicos de operações agrícolas.

O superintendente do Instituto Aiba, Helmuth Kieckhöfer, anunciou, durante a entrega dos certificados que, em breve, será inaugurado o laboratório para identificação de pragas. “A ideia é somar novos conhecimentos para as próximas turmas”, disse Helmuth.

Ascom Aiba

PUBLICIDADE

Publicidade

Teste grátis por 14 dias. Se você gostar, assine utilizando o cupom: U4FJXY7TLEPVTET e ganhe 20% de desconto durante 1 ano. Saiba mais em: Conheça o G Suite



Loading...

Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)

PUBLICIDADE

Saiba quais são os principais erros masculinos na hora do sexo

WhatsApp tem política de privacidade ruim, diz relatório; veja falhas do app