em ,

Ações de segurança, saúde, turismo e mobilidade para Jogos Olímpicos são divulgadas

Balanço Final para Olimpíadas 2016. Foto: Amanda Oliveira/GOVBA
Balanço Final para Olimpíadas 2016. Foto: Amanda Oliveira/GOVBA

A Bahia está preparada para os Jogos Olímpicos Rio 2016. As principais ações do planejamento operacional, que envolve as áreas da saúde, segurança, mobilidade urbana e turismo foram divulgadas, na tarde desta sexta-feira (29), no auditório da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), no Centro Administrativo (CAB), em Salvador. Com investimento de quase R$ 7 milhões e a participação de 3,5 mil policiais, a segurança pública deve repetir o sucesso obtido nas Copas do Mundo e das Confederações,em 2014, quando teve destaque nacional.

O Centro de Operações e Inteligência de Segurança Pública 2 de Julho, inaugurado no início do mês, é a mais nova aposta para prevenir atentados e garantir a ordem no estado durante a competição. Para o coordenador de ações da Secretaria da Segurança Pública (SSP), coronel Marcos Oliveira, a ampla capacidade de monitoramento proporcionada pela unidade contribui para uma integração ainda mais eficiente.

“Com o Centro é possível ter grande e constante troca de informações importante para agir de maneira rápida e assertiva em situações complexas. As informações chegam em tempo real e são fundamentais para ações integradas de inteligência”, explica Oliveira.

Estão sob a responsabilidade da Segurança Pública o policiamento nos pontos turísticos da capital baiana, a escolta das delegações, as estradas, a proteção à rede hoteleira onde os atletas ficarão abrigados, o aeroporto, e os locais de exibição dos jogos, incluindo os estádios.

Estratégias na área da saúde

A saúde pública também traçou estratégias para garantir todo o suporte médico a baianos e turistas. Inaugurado no início do ano, o Centro de Atendimento a Múltiplas Vítimas, do Hospital Geral do Estado (HGE), poderá assegurar o rápido atendimento em situações de emergência durante as Olimpíadas. A unidade é a primeira implantada no Brasil com a capacidade de tratar mais de 25 vítimas simultaneamente. Além disso, haverá o incremento nos plantões dos principais hospitais e uma equipe dedicada a monitorar ações nas áreas de vigilância e assistência à saúde.

Em caso de necessidade, o serviço público de saúde do estado mobilizará até 12 ambulâncias – são duas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para os dias de jogos. Em situações de emergência envolvendo ataques químicos, biológicos, radiológicos, nucleares e explosivos, será colocado em prática um plano de atendimento às vítimas. O HGE será referência em casos envolvendo explosivos e armas químicas, e os Hospitais Couto Maia e Santa Izabel serão acionados nas ocorrências de ataques biológicos e radiológicos.

Grupo Técnico de Trabalho

“O Grupo Técnico de Trabalho, que é formado por 11 secretarias de Estado e mais as autarquias Sudesb e Agerba, foi criado em agosto de 2015 e, desde então, se debruçou para garantir as melhores condições de realização [de jogos] das Olimpíadas. Não tenho dúvida: a Bahia está preparada para receber as delegações, os turistas, e fazer uma grande festa durante o evento esportivo”, afirma o titular da Setre, Álvaro Gomes.

Turismo e mobilidade urbana

Dez partidas de futebol ocorrerão na Arena Fonte Nova, entre 4 e 13 de agosto. Para esse período, a expectativa é que a Bahia receba cerca de 12 mil turistas, a mesma quantidade de visitantes registrada na Copa das Confederações. De acordo a Secretaria de Turismo do Estado (Setur), durante o evento esportivo haverá a 11ª edição do Projeto Guias e Monitores, que busca garantir o melhor recebimento a quem desembarca no estado. Sessenta profissionais bilíngues estarão mobilizados para recepcionar e orientar os visitantes em hotéis, pontos turísticos, locais de jogos e no aeroporto.

O aumento da circulação de pessoas em Salvador, por conta do turismo estimulado pelos Jogos Olímpicos, não preocupa. O metrô funcionará de maneira plena das 5h à meia noite. No dia 10, quando o Brasil vai encarar a Dinamarca na Arena Fonte Nova, o modal encerrará as atividades uma hora da manhã. Outra novidade é o convênio firmado com o Shopping Bela Vista, onde quem desejar ir ao estádio de carro pode estacionar o veículo numa das vagas de estacionamento do centro comercial por um valor máximo de R$ 8. Os transeuntes podem utilizar o serviço de integração ônibus-metrô pela taxa convencional de R$ 3,30.

PUBLICIDADE

Publicidade

Teste grátis por 14 dias. Se você gostar, assine utilizando o cupom: U4FJXY7TLEPVTET e ganhe 20% de desconto durante 1 ano. Saiba mais em: Conheça o G Suite



Loading...

Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)

PUBLICIDADE

WhatsApp pode ser banido no Brasil

Ministério Público Federal

Operação Águia de Haia: prefeitos de Mairi (BA) e de Ruy Barbosa (BA) são denunciados por desvio de recursos públicos de mais de R$ 930 mil