Efeito platô no emagrecimento: entenda o que é e como evitá-lo
Siga nossas redes

Busque no site

Publicidade

Saúde

Efeito platô no emagrecimento: entenda o que é e como evitá-lo

Saiba como superar o período de estagnação na perda de peso e continuar progredindo em sua meta pessoal

Leitura: 2 minutos

Quando uma pessoa adota hábitos saudáveis para perder peso, é comum notar uma queda muito rápida nos primeiros quilos e, posteriormente, uma diminuição gradual de progresso. Essa situação é conhecida como “efeito platô”, um período em que a pessoa não consegue mais emagrecer mesmo mantendo uma rotina fisicamente ativa e seguindo dietas específicas.

O efeito platô pode ser ocasionado por diversos motivos, mas, no geral, é apenas um sinal de que o nosso organismo se adaptou a essas novas condições de vida. Ainda que os hábitos saudáveis estejam em dia, o novo peso resulta em um gasto energético menor, consequentemente impactando o progresso de emagrecimento. É por isso que não se pode comparar o período inicial com o de estagnação, pois se tratam de situações bem diferentes.

No começo, as pessoas perdem peso mais rápido porque estão condicionando seu corpo a medidas que não existiam antes. Praticar atividades físicas e diminuir a quantidade de calorias consumidas no dia exige muito do organismo, então é natural que os quilos caiam mais rapidamente nos primeiros meses. Com o tempo, o corpo fica mais equilibrado e as calorias gastas acabam sendo proporcionais às consumidas, estagnando o peso em seu estado atual.

Para superar o efeito platô e continuar emagrecendo, torna-se necessário estimular o corpo de novas formas. Muitas vezes, isso não requer mudanças radicais na dieta ou na rotina de exercícios, mas, sim, uma intensificação em ambas as partes. Um exemplo: no caso de quem faz academia, uma das medidas seria aumentar a carga dos exercícios, realizando um esforço maior em todos eles.

Se tratando da alimentação, pode ser necessário revisar a ingestão calórica. Isso costuma ser feito por meio de um cardápio mais diversificado, com foco em alimentos ricos em fibras e nutrientes diversos. Por isso, o acompanhamento com um nutricionista ou endocrinologista se faz essencial, pois, através de exames, esses profissionais conseguem identificar a carga nutricional que deve ser priorizada.

Os alimentos que compunham a dieta antiga também devem permanecer no conjunto. Para continuar consumindo sem enjoar, é sempre válido expandir o leque de receitas fit para caprichar nas combinações e explorar novos sabores. Por último, e não menos importante, é válido ressaltar a importância da água em todos os processos metabólicos do organismo. Beber pelo menos dois litros de água diariamente e se manter hidratado é outro requisito-chave para emagrecer de forma saudável.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Quer anunciar? Clique aqui

Especialista em publicações diversas. Sempre pronto para analisar as pautas, adaptar ou ajustar os conteúdos.

Veja também

Saúde

Em estudo nos EUA, participantes que reduziram a ingestão de fontes de carboidratos simples (como massas e doces) tiveram crises menos frequentes do problema

Saúde

Pesquisa sugere maior consumo de produtos ricos em gordura, sal e açúcar entre jovens que jogam ou assistem a transmissões online de games

Saúde

Em pesquisa dinamarquesa, programa de um ano de exercícios permitiu ganhos expressivos que compensaram perda muscular posterior; ideal é que atividades físicas sejam praticadas...

Saúde

Estudo mostra relação entre horários, qualidade do sono e bem-estar; fatores socioeconômicos como gênero, raça e nível educacional impactam na condição de trabalho e,...

Publicidade

Publicidade