em

Cuidado com a Saúde das Mulheres em meio a Pandemia

O mundo vem passando por intensas transformações epidemiológicas, aumento da população de idosos, principalmente de mulheres segundo estudo de pesquisadoras do MUSA – Programa de Estudos em Gênero e Saúde.

Com isso é preciso mostrar quais cuidados a mulher deve ter para manter sua saúde em dia. Doenças que começam pequenas, ou até mesmo sem sintoma algum, podem se agravar, provocando sérios problemas ao corpo da mulher.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Em meio ao caos que estamos vivendo hoje, pelo no mundo inteiro, é o momento em que devemos redobrar os cuidados.

Os apontamentos são que as mulheres têm sofrido mais nesse período, devida a sobrecarga de trabalho doméstico, juntamente aquelas que tem sofrido por abusos, violência.

A instabilidade econômica, problemas psicológicos e distúrbios hormonais, enfim são uma série de problemas que as mulheres vêm enfrentando no dia a dia, que agravam sua saúde progressivamente.

As mulheres sofrem com esses tipos de problemas, justamente pela sobrecarga de coisas a fazer, hoje elas são profissionais, estudantes, donas de casa, mães, esposas e, geralmente, tudo ao mesmo tempo.

Logo, muitas destas mulheres acabam esquecendo de cuidar da própria saúde, estando propícias a algumas doenças que acometem, principalmente, a saúde feminina.

Por isto, é importante ter devidos cuidados, como realizar exames de rotina e visitar seu médico ginecologista de forma regular. Realizar tratamentos, mas, não somente com a doença, e sim como um todo, é a forma mais correta a se fazer.

Por isso, a Clínica Dr. Fernando Guastella é um exemplo nesse tipo de atendimento, uma clínica integrada, onde ajuda no tratamento da doença, juntamente com a parte psicológica e social da paciente, entendendo o que desencadeou isso ao corpo.

feitos, a fim de detectar algum problema logo em seu estágio iniciante.

Doenças que mais afetam as mulheres

Estudos realizados, apontam que, devido a combinações de hormônios, assim como fatores ambientais e genéticos, muitas doenças acabam por serem propícias às mulheres modernas, por isso, a importância de não negligenciar a sua saúde. Dentre elas podemos encontrar as seguintes.

  • Esclerose múltipla (EM)

Uma doença crônica, inflamatória, degenerativa e considerada autoimune, a EM é caracterizada pela imprevisibilidade dos surtos. Nela, o sistema nervoso é comprometido quando o sistema imunológico agride a bainha de mielina, recobrando os neurônios.

Suas principais vítimas são mulheres ente 20 e 30 anos, provocando dificuldades sensitivas e motoras.

A doença não tem cura, e seu tratamento consiste no uso de corticoides ou imunossupressores e imunomoduladores.

  • Endometriose

Uma doença com sintomas não tão diferente do que acontece normalmente no corpo de mulher com idade reprodutiva, sendo assim, mais difícil de ser diagnosticada. Dentro de algum de seus sintomas são, ciclo menstrual desregulado, cólicas mais fortes, inchaço abdominal, entre outros.

Para detectar a endometriose é realizado o exame de ultrassom transvaginal com preparo intestinal e seu tratamento normalmente é feito com a utilização de anticoncepcionais e, em último caso, cirurgia.

Como muitos casos dessa doença não conseguem ser detectados com antecedência, não se sabe bem qual a causa que a desencadeia, portanto, para prevenção da doença é recomendado uma alimentação saudável, rica em ômega-3 e diminuir o estresse.

  • Fibromialgia

Uma doença relativamente nova, a fibromialgia é uma doença que afeta 7 vezes mais mulheres do que homens em todo o mundo. Se caracteriza por dores músculo-esqueléticas crônicas e difusas por todo o corpo, associadas, geralmente, com sintomas como depressão, ansiedade, fadiga crônica, síndrome do cólon irritável, distúrbios de sono, entre outros sintomas.

A doença é diagnosticada através de exames clínicos e conversa com a paciente, tendo em vista que ainda não existe um exame para a detecção dela, assim como não se sabe, ainda, a sua causa.

É uma doença que não tem cura, mas o seu tratamento com medicamentos para dores associados a antidepressivos diminuem significativamente seus sintomas.

Essas são algumas das doenças que mais acometem o sexo feminino, fora as mais conhecidas como câncer de colo de útero e mama, onde é alertada através de campanhas.

Doenças que não se sabe a causa direito, médicos apontam que podem ser geradas pelo envolvimento de toxinas que prejudicam o organismo, ou até mesmo quadros genéticos, por isso é de suma importância manter uma vida saudável, com menos estresse, cuidando do seu sono, alimentação, se exercitar, isso tudo com fim de prevenir que alguma doença se alastre.

(Imagem: Folha Geral/Divulgação)

Bahia tem 15.963 casos confirmados de Covid-19

(Foto: Divulgação)

GOL retoma operação da rota Recife/Salvador/Recife