em

Bombeamento de água com energia solar é alternativa para auxiliar quem tem dificuldade no acesso ao recurso

Abrir a torneira e ter água limpa é essencial para as atividades do dia a dia, pode parecer algo simples, principalmente para quem está nos grandes centros, mas ainda é um dilema para muitas pessoas no Brasil. E para levar a água de poços, reservatórios, represas, rios e lagos para o uso pessoal ou agropecuária, é necessário utilizar energia, no entanto, a rede elétrica nem sempre está próxima ou disponível. Nestes casos, a energia solar fotovoltaica pode ser uma alternativa para o bombeamento de água.

De acordo com o Relatório Luz 2019, que analisou os objetivos de desenvolvimento sustentável, 34 milhões de pessoas não possuem acesso à água tratada e quase 600 mil domicílios ainda não dispõem de acesso à energia elétrica. A maioria dessas pessoas vivem em locais remotos e por não terem água encanada e nem energia elétrica para bombear a água, acabam utilizando bombas movidas a diesel, que além de serem poluentes, exigem uma manutenção constante. “É triste que muitas pessoas ainda não tenham acesso a esses recursos que são essenciais, mais ainda neste momento delicado que estamos vivendo, de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, em que a higiene pessoal e do ambiente domiciliar é fundamental”, afirma o sócio-diretor da NeoSolar, Raphael Pintão. “O bombeamento de água com energia solar pode ser um aliado para solucionar este problema, já que é um sistema confiável, econômico e sustentável”, acrescenta.

Há no mercado vários modelos de bombas movidas à energia solar ─ de superfície ou submersas ─ para pequenas vazões, que são ideais para o uso domiciliar. As principais vantagens do sistema, segundo Pintão, são conseguir acesso à água sem precisar de rede elétrica, bateria e nem gerador e ter custo zero de energia ou combustível. Além disso, a instalação é fácil e rápida, é um sistema de baixa manutenção e alta confiabilidade, movido por energia limpa, renovável, inesgotável e silenciosa, e tem um bom custo benefício, baixo investimento inicial e menor tempo de retorno desse investimento.

Bombas-hídricas-profissionais-NeoSolar (Foto: Divulgação)
Bombas-hídricas-profissionais-NeoSolar
(Foto: Divulgação)

Resumidamente, o sistema funciona da seguinte forma: “é feita a ligação dos painéis até a bomba, que então é posicionada no poço ou reservatório. O painel solar fotovoltaico concentra toda energia captada através do sol e alimenta a bomba, que começa a trabalhar e bombear a água até o ponto de entrega”, explica o sócio-diretor da NeoSolar. 

Os pré-requisitos para ter um sistema desses em casa são apenas dois: ter uma fonte de água que permita captação e um espaço para instalação dos painéis solares. Para escolha do sistema ideal, de acordo com a necessidade, é preciso de informações como a vazão diária que se deseja, qual o local de captação, qual a distância e desnível entre o ponto de captação e o ponto de entrega. De acordo com Pintão, para o uso domiciliar, dependendo desses parâmetros acima, o custo de um sistema para bombear água a partir da energia solar é de aproximadamente R$1.000,00.

O bombeamento solar, além do uso domiciliar, é muito utilizado na agricultura e pecuária, em que atua com maiores vazões. Também pode ser utilizado para abastecimento e transferência de água entre tanques, e para retirar água de poços para dessalinização e purificação.

Sobre a NeoSolar 

A NeoSolar está presente há quase 10 anos no mercado de energia, oferecendo equipamentos e serviços para energia solar fotovoltaica e infraestrutura para recarga de veículos elétricos. Foi a primeira empresa a instalar um sistema de energia solar conectado à rede elétrica no Estado de São Paulo e é a principal distribuidora de equipamentos para sistemas off grid do Brasil.  A empresa oferece cursos em sua sede, em São Paulo, onde possui um completo centro de treinamentos para energia solar e mobilidade elétrica. Mais de 2.000 profissionais já foram capacitados pela empresa.

Da Folha Geral, com assessoria

Este conteúdo é de inteira responsabilidade da assessoria de imprensa

(Foto: Divulgação)

InformaSUS lança Canal de Dúvidas sobre a Covid-19

(Imagem: Folha Geral/Divulgação)

Bahia registra 2.131 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas