A Conmebol vai adiantar até 60% das premiações pela participação na fase de grupos da Copa Libertadores e da segunda etapa da Copa Sul-Americana. Essa medida tem como objetivo ajudar os clubes que estão nessas competições a enfrentar os impactos econômicos da pandemia do novo coronavírus. Enquanto o futebol não volta, os apostadores aguardam ansiosamente os jogos para voltarem a apostar em sites como o apostasesportivasbonus.com.

Desde que começou a crise do coronavírus, competições em todos os continentes estão sendo paralisadas ou adiadas. As principais ligas do mundo estão adequando seus calendários para o 2º semestre, prevendo uma melhora no cenário da doença que já matou mais de 30 mil pessoas no planeta.

“Situações como essa exigem respostas rápidas e excepcionais, com o objetivo tanto de preservar a saúde da grande família do futebol sul-americano quanto para reduzir, na medida do possível, o impacto econômico da interrupção das competições”, afirmou o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, em nota oficial.

Com a medida, todos os clubes que estão na fase de grupos da Libertadores poderão receber antecipadamente cerca de US$ 1,8 milhão (aproximadamente R$ 9,1 milhões). Isso equivale a 60% dos US$ 3 milhões que eles ganhariam de premiação pelos jogos como mandante, ao fim desta etapa da competição. Estão na fase de grupo Flamengo, Palmeiras, Athletico-PR, São Paulo, Grêmio, Internacional e Santos.

A Copa Sul-Americana está na segunda fase, com os confrontos ainda a serem definidos por sorteio. Os clubes que chegaram nesta parte da competição poderão receber 60% dos US$ 375 mil (cerca de R$ 1,9 milhão) a que teriam direito como prêmio, ou seja, US$ 225 mil (R$ 1,14 milhão). Vasco e Bahia, portanto, receberão a quantia.

A própria Conmebol precisou adiar a Copa América prevista para este ano, para 2021. Todos os campeonatos Sul-Americanos estão paralisados. No Brasil, a ausência de competições já motivou clubes e dirigentes a propor redução de salário dos jogadores. Os atletas, no entanto, não aceitaram a proposta. O acordo estipulado diz respeito apenas ao adiantamento das férias para o mês de abril.

Da Redação, com agência*

*Com Agência de Notícias