em

Como escolher a transportadora ideal para sua empresa

É fundamental considerar uma série de fatores além do custo do serviço. Acompanhe e saiba quais dicas você deve seguir!

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Devido ao aumento contínuo na demanda por serviços de transporte de cargas, selecionar a transportadora ideal para sua empresa pode ser uma tarefa desafiadora. 

De fato, essa escolha é crucial para assegurar a qualidade e a eficiência das operações logísticas de sua empresa.  Afinal, optar pela transportadora errada pode resultar em prejuízos financeiros, atrasos nas entregas e até problemas de segurança com as mercadorias.

Portanto, é fundamental considerar uma série de fatores além do custo do serviço. Acompanhe e saiba quais dicas você deve seguir!

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Como escolher a transportadora ideal para sua empresa

1. Identifique as necessidade de sua empresa

Antes de iniciar a busca pela transportadora mais adequada às suas necessidades, é essencial definir o tipo de serviço desejado e suas expectativas de atendimento. Considere o perfil das mercadorias que precisam ser transportadas, os prazos de entrega que se alinham melhor com a logística interna da sua empresa e a área geográfica de atuação. 

Além disso, avaliar a possibilidade de agregar caminhão pode ser uma estratégia eficiente para otimizar custos e melhorar o serviço de transporte. Dessa forma, você encontrará uma transportadora que não apenas atenda às suas demandas específicas, mas também impulsione o sucesso do seu negócio.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

2. Busque referências

Para escolher a transportadora ideal, é fundamental realizar uma pesquisa abrangente sobre as opções disponíveis no mercado. Procure informações detalhadas, como taxa de entrega no prazo, rotas cobertas, protocolos de segurança e histórico de reclamações referentes a atrasos ou avarias nos produtos.

Peça referências a outras empresas do seu setor e avalie a reputação da transportadora online. Verifique se há muitas reclamações ou dúvidas não respondidas pelos clientes. Isso pode ser um sinal de alerta!

Finalmente, examine com atenção tanto os feedbacks negativos quanto os positivos. Certifique-se de que os valores e a cultura da transportadora estejam em sintonia com os princípios do seu negócio.

3. Verifique se a empresa investe em tecnologia

Para se destacar no mercado de transporte, investir em inovação e tecnologia é essencial. Isso não só melhora a eficiência das entregas, mas também aumenta a segurança dos produtos. Um exemplo comum é o rastreamento de carga, que possibilita monitorar o status das mercadorias online ou via aplicativo.

Quando estiver escolhendo uma transportadora, considere aquelas que demonstram um compromisso contínuo com a inovação e o aperfeiçoamento de seus serviços. Empresas que investem em tecnologia para otimizar processos de entrega, como o uso de frete Fiorino para pequenas cargas urbanas, garantem maior qualidade e proporcionam uma experiência superior aos clientes.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

4. Busque informações sobre as medidas de segurança 

Nenhum veículo está completamente imune a acidentes ou furtos durante o transporte de mercadorias. Portanto, é crucial garantir que a transportadora escolhida priorize a segurança para evitar possíveis prejuízos. Transportadoras que se dedicam a proteger seus caminhões e motoristas asseguram que as mercadorias cheguem ao destino sem incidentes.

Além disso, é importante verificar se a empresa investe em medidas de segurança para seus armazéns, como a instalação de câmeras, sistemas de alarme e a contratação de profissionais qualificados para garantir a proteção das instalações. Se você precisa de serviços de frete em Curitiba, por exemplo, escolha uma transportadora que ofereça altos padrões de segurança para manter seu negócio protegido contra eventuais perdas.

Nax R.

Colaboradora do Folha Geral. O conteúdo é de inteira responsabilidade da autora e não expressa a opinião do Folha Geral

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Como posso saber se o meu processo do INSS foi aprovado?

Imagem ilustrativa (Foto: Neil Dodhia/Pixabay)

Ter filho: 12 dicas para se organizar financeiramente