em

Transição de carreira: dicas para quem está enfrentando este processo de mudança

Com a pandemia, as pessoas mudaram 76% a percepção sobre seus empregos

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Mudar faz parte dos ciclos da vida, e nunca é tarde para começar algo que deseja, como trabalhar em cursos de culinária, começar a estudar sobre engenharia e até mesmo dar aulas do assunto que já tem formação acadêmica. As principais queixas que os trabalhadores relatam, de acordo com a pesquisa realizada pela Re:trabalho 2000, é que 57% das pessoas entrevistadas buscam por salários maiores, 37% por flexibilidade de horário, 34% por potencial de aprendizado, 33% por potencial de crescimento e 27% buscam que o propósito da empresa esteja alinhado aos propósitos pessoais.

Mas, como toda mudança na vida, exige planejamento. Por esse motivo, para quem está enfrentando o processo de mudança de carreira, selecionamos algumas dicas que podem auxiliar nessa transição:

Conhecer o mercado de trabalho

O primeiro passo é se inteirar sobre como é o novo mercado de trabalho que deseja ingressar, quais são os salários, os cargos que podem ser alcançados a curto e a longo prazo, quais são os investimentos de estudos que precisa fazer para começar, etc. É importante também analisar o estilo de vida das pessoas que já trabalham na área, e se possível, conversar com elas. E observar se está de acordo com o que deseja para a vida profissional.

Estudar

Todo início de carreira exige que tenha conhecimentos básicos para começar no mercado de trabalho, então se planeje financeiramente para estudar, investir em cursos livres ou uma nova graduação, dependendo da área desejada. Nesta etapa, é importante fazer networking com os colegas de classe e manter contato com coordenadores e professores, para expandir as possibilidades na área.

Equilíbrio

A partir do momento que o profissional não se vê satisfeito dentro de uma determinada função, ele já busca dentro de si uma mudança para que o seu desejo se torne realidade. É necessário buscar equilíbrio financeiro, mental e corporal. Afinal, com um corpo são e uma mente sã, conseguirá colocar na balança os pontos positivos e negativos nesta fase de transição, além de que encarar os desafios de começar uma nova profissão exigirá esforços físicos e mentais. O equilíbrio financeiro está ligado ao planejamento para o novo investimento.

Por exemplo, um homem de 45 anos se formou em engenharia quando era mais jovem, porém o seu desejo sempre foi exercer a função de advogado; o melhor caminho a trilhar é começar um curso de Direito, para alcançar o que realmente sente afinidade e se sente realizado. E é muito importante que as pessoas se sintam realizadas profissionalmente e que não tenham medo de mudar de carreira em qualquer idade da vida. Portanto, mantenha o coração com esperança para a nova fase, além de coragem e persistência.

“Considero um atentado à liberdade de expressão e de informação”, diz Rubens Valente (Foto: Roque de Sá/Agência Senado)

Caso Rubens Valente revela nova censura e põe em risco liberdade de imprensa

Cinesolar promove exibições de cinema itinerantes geradas por energia solar (Foto: Divulgação)

Enel Green Power promove a 6ª edição do CineSolar na Bahia e Piauí