em

6 negócios virtuais em alta para lucrar em 2022

Acompanhe!

Não é de hoje que os negócios virtuais têm se tornado uma ótima oportunidade de entrar no mundo business. Mas nos últimos anos, impulsionado pelo fechamento do comércio físico com a pandemia, foi possível ver um crescimento grande no setor de compras online. 

E a crescente tecnologia e adaptação da sociedade consumidora pode ser um fator motivador para muitos brasileiros, que carregam com eles o sonho de empreender. Por isso, fizemos uma lista dos negócios virtuais que estarão em alta em 2022 e podem ser muito lucrativos e vantajosos. 

Acompanhe!

Transformação digital nos negócios virtuais

De todas as incertezas que surgem ao empreender, uma coisa é certa: o mundo dos negócios está passando por uma transformação digital e ela está só começando. Por isso, é preciso ficar atento às novidades proporcionadas pela tecnologia. 

As criptomoedas, o sistema de blockchain e as últimas notícias da inteligência artificial são apenas alguns exemplos! Sendo importante ficar de olho e sair na frente quando o assunto é tecnologia dentro das empresas.

6 negócios virtuais em alta para 2022

Bom, agora vamos ao que interessa. Afinal, quais são os negócios virtuais que serão tendência em 2022?

Confira na lista a seguir!

#1 Dropshipping como forte exemplos de negócios virtuais

O termo Dropshipping passa a ideia de algo complicado, mas a verdade é mais simples do que parece. A tendência de negócio consiste em criar uma loja virtual sem estoque. 

Basicamente o empresário vai atuar como um intermediário entre cliente e fornecedor. A ideia é ótima para quem tem pouco dinheiro para investir em estoque, por exemplo, e pode ser colocada em prática por meio de um e-commerce.

#2 Delivery de comida

Está aí um setor que a gente só viu crescer nos últimos anos. O delivery de comida é um ramo da alimentação que se expandiu com a criação de plataformas como o Ifood e o Uber Eats, por exemplo.

Na pandemia, quando muitos restaurantes tiveram que fechar as portas, o delivery foi o que impediu inúmeros restaurantes de irem à falência. E a tendência é que em 2022 este ramo de negócio virtual continue crescendo. E para mensurar os resultados, aposto no uso de vouchers

#3 Artigos para pet

Novas tendências no mundo pet estão abrindo oportunidades de negócios neste nicho. É o caso, por exemplo, do desenvolvimento de brinquedos para aliviar o estresse dos bichinhos que passam seu tempo em pequenos apartamentos. E a pandemia mostrou uma nova forma de lidar com seu pet

De acordo com a Euromonitor International, o setor de acessórios e alimentos para pets cresceu 87% só nos últimos cinco anos.

#4 Transportadoras

A demanda de transportadoras tem crescido e não poderia ser diferente com o aumento das vendas online. Afinal, se crescem as vendas online crescem a necessidade de realizar as entregas. 

Uma transportadora pode ser um modelo de negócio muito promissor e lucrativo. Você pode optar por uma transportadora para pequenos volumes, por exemplo, já que as lojas de roupa e eletrônicos tem se multiplicado por aí.

#5 Cursos online

Os cursos online foram muito buscados durante a pandemia e continuam em alta. Você pode criar o seu próprio curso online em algum assunto que possui domínio e investir pesado na divulgação ou lançar uma plataforma de cursos online

Lembre-se que a credibilidade é muito importante quando falamos de cursos online. Isso porque as pessoas vão comprar de quem passa confiança. Portanto, a divulgação, ações de follow up e um bom conteúdo são muito importantes.

#6 Produção de conteúdo

As possibilidades para produção de conteúdo são inúmeras. No tópico acima falamos sobre credibilidade e essa é uma tendência que só cresce. Quando falamos de negócios online, há um marketing por trás que deve ser trabalhado caso a empresa queira se destacar.

Seja por meio de vídeos, fotos ou textos as marcas vão precisar cada vez mais de produtores de conteúdo.

(Foto: Sesab)

Bahia tem 11.426 casos ativos de Covid-19; 53 óbitos são registrados

(Foto: Divulgação)

Bahia tem 10.372 casos ativos de Covid-19; 40 óbitos são registrados