em

Secretaria do Turismo do Ceará afirma que eventos voltarão normalmente

Parte dos eventos retornarão ainda este mês, mas a previsão é de que até o fim de outubro tudo esteja funcionando

Com atividades suspensas desde março – momento em que a pandemia do coronavírus atingiu o Estado do Ceará –,  o setor de eventos está com previsão para retorno parcial das atividades ainda este mês (setembro), segundo afirmação do secretário do Turismo, Arialdo Pinho.

Embora esse retorno seja gradual e faseado inicialmente, de acordo com o secretário, até o fim de outubro tudo deve estar funcionando. “Já estamos abrindo parte dos eventos, numa situação sequencial, gradual e até o fim de outubro deve estar tudo funcionando”, afirmou Pinho. Além disso, empresários do setor terão que adaptar os serviços para se adequar às regras de segurança e prevenção.

Secretário também aponta retorno para o setor hoteleiro

Sobre o setor de hotelaria, que recebe influência dos eventos que ocorrem na região, Pinho comentou que toda a rede hoteleira do Ceará deveria retomar os serviços até 10 de setembro. No entanto, o decreto de suspensão de algumas atividades econômicas nunca afetou o setor diretamente. “Os hotéis no Ceará, nós nunca fechamos. Eles fecharam por falta de hóspede, mas eles estão retornando. Fortaleza já tem 96% da sua economia aberta”, afirmou.

Entretanto, já em 7 de setembro, no feriado de Independência do Brasil, hotéis em Jericoacoara, praia localizada no oeste do Ceará, tiveram 100% de ocupação. Na capital, Fortaleza, o feriado prolongado resultou em uma taxa de ocupação entre 35% a 40% dos hotéis, segundo a Associação dos Meios de Hospedagem e Turismo (AMHT) de Fortaleza.

Com a flexibilização da quarentena, os turistas estão começando a planejar viagens. De acordo com recente pesquisa realizada pela Hoteis.com, 70% dos brasileiros passaram a valorizar mais o hábito de viajar após esse momento de isolamento. A pesquisa elencou também as cidades litorâneas nacionais mais desejadas, sendo Fortaleza (29%) a segunda cidade classificada como destino preferido para as próximas viagens, ficando atrás apenas de Florianópolis (32%). Devido a isso, a tendência é que turistas voltem a procurar por passagem para Fortaleza ou destinos próximos como, por exemplo, de Natal para Fortaleza, que a rota rodoviária leva cerca de 7 a 8 horas e possibilita apreciar as belezas naturais entre as duas cidades, além da realização de paradas para conhecer pontos turísticos pelo caminho.

(Foto: Pixabay)
(Foto: Pixabay)

Da Redação, com agência*

*Com Agência de Notícias
Envie seu conteúdo para análise editorial: redacao@folhageral.com.br
Conheça as condições em https://www1.folhageral.com/termos-e-condicoes

Foto: Carol Garcia/GOVBA

SAC Móvel permanece no Shopping Bela Vista até 24 de novembro

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Tabocas do Brejo Velho tem três casos positivos de Covid-19