Mulheres na tecnologia: como aumentar a participação feminina em uma indústria predominantemente masculina?
Siga nossas redes

Busque no site

Publicidade

Tecnologia

Mulheres na tecnologia: como aumentar a participação feminina em uma indústria predominantemente masculina?

Mesmo com crescimento de profissionais femininas no mercado de TI, os salários ainda são incompatíveis em relação aos masculinos

Leitura: 2 minutos

A indústria da tecnologia é o setor mais promissor da atualidade, criando diversas possibilidades de carreiras com salários bem acima da média. Por isso, é natural que cada vez mais pessoas se interessem em ingressar na área; ainda assim, mais de 80% dos cargos do gênero no Brasil são ocupados por homens, com as mulheres representando uma singela porcentagem abaixo dos 20%.

O mercado da tecnologia sempre foi majoritariamente masculino, e as mulheres que seguiram carreira na área eram consideradas exceções. Hoje, com a indústria em seu ápice, era de se esperar que a participação de ambos os sexos fosse melhor distribuída, mas ainda não é o que acontece.

Contudo, os números de hoje já estão consideravelmente mais positivos com a situação registrada há menos de uma década. Entre 2015 e 2022, a participação de profissionais femininas no mercado de tecnologia subiu 60% no Brasil, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Mesmo com o aumento, as mulheres ainda ocupam apenas 12,3% das vagas.

A participação de mulheres em cargos de chefia da área também segue em ascensão, apesar de permanecerem sendo minoria. Entretanto, uma pesquisa realizada pela empresa Plongê aponta outro dado de desigualdade: as profissionais que ocupam algum cargo de diretoria no segmento de TI ganham um salário aproximadamente 48% mais baixo que os diretores homens.

Esse é mais um fator que acaba desestimulando mulheres a seguirem carreira na área, o que por sua vez gera um “apagão” de talentos no setor. Com menos profissionais femininas se especializando no segmento, as vagas acabam sobrando quase que exclusivamente para homens.

Como estimular a diversidade no mercado tecnológico?

Para os especialistas, a função de tornar o setor de tecnologia mais diverso e igualitário começa pelas empresas, que precisam rever suas políticas internas e encontrar pontos que precisam ser melhorados. Analisar seu quadro de colaboradores e a discrepância salarial entre os gêneros é um bom ponto de partida para angariar novos talentos femininos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Quer anunciar? Clique aqui

Da mesma forma, cria-se uma necessidade de estimular outras mulheres a seguirem carreira na área. Aumentar a participação feminina nas big techs – especialmente em cargos de liderança – é a melhor alternativa para inspirar outras a buscarem o mesmo caminho, seja por meio de cursos como análise e desenvolvimento de sistemas EAD ou qualquer outro direcionado à tecnologia da informação.

Especialista em publicações diversas. Sempre pronto para analisar as pautas, adaptar ou ajustar os conteúdos.

Veja também

Tecnologia

Investir em um curso de inglês especializado para profissionais de TI é um passo estratégico

Tecnologia

Abaixo, apresento algumas dicas para prolongar a vida útil da bateria do seu celular

Saúde

Dores acontecem justamente por causa do uso errado do aparelho – tanto pela forma de segurá-lo quanto pelo número de horas gastas digitando

Tecnologia

Uma ferramenta que permite navegar anonimamente

Publicidade

Publicidade