em

Higiene bucal pode ser uma grande aliada na prevenção da COVID-19

Cuidados com a saúde bucal devem ser redobrados diante da pandemia de coronavírus

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Diante dos impactos causados pela COVID-19, as pessoas têm se preocupado e se dedicado a cuidar mais da saúde mental e corporal, como a busca por mudanças alimentares, fazendo exames regularmente e procurando incluir em suas rotinas a prática de exercícios físicos. Porém pouco se fala sobre a importância de cuidar da saúde bucal, e há uma frase muito conhecida que diz: a saúde começa pela boca. Relembre a necessidade de tomar esses cuidados, principalmente porque a saliva é um meio de contágio do vírus da COVID-19.

No começo do ano de 2021, pesquisadores da Universidade de São Paulo fizeram uma pesquisa, na qual constataram a presença do coronavírus na boca, especificamente na gengiva, de pacientes que depois faleceram da doença. Ou seja, chegaram à conclusão da importância da saúde bucal diante da pandemia, pois existem vestígios do vírus na saliva das pessoas. 

O cuidado com a saúde bucal é um hábito que deve ser praticado diariamente, ao acordar, após as refeições, antes de dormir e trocar as escovas de dentes que sejam adequadas para cada tipo de pessoa a cada 3 ou 4 meses – dependendo do estado das escovas, podem ser trocadas antes. Outro hábito a ser inserido durante o processo de escovação dos dentes é a utilização de fio dental, para manter todos os dentes limpos. Caso seja possível, os enxaguantes bucais podem fazer parte desta rotina de cuidados com a saúde da boca.

Além dos cuidados redobrados com a saúde bucal em relação ao coronavírus, a escovação diária evita diversos outros problemas que começam pela boca, como as cáries ou algumas doenças que podem ser mais graves, como a periodontite, que afeta inicialmente as gengivas, se agravando para problemas cardiovasculares e pulmonares, por conta de uma má higiene oral. 

Professores de universidades alertam que o cuidado de quem se contamina com o coronavírus deve ser minucioso, pois através da boca pode se evitar maiores riscos do quadro se agravar, como uma pneumonia por aspiração, problemas na faringe e outras partes do corpo que compõem o sistema respiratório. Portanto, preste atenção aos cuidados com os dentes molares, a gengiva e principalmente a língua.

Outro ponto sobre a transmissão do vírus da COVID-19 é o tubo dental ser utilizado coletivamente; o ideal é que cada pessoa tenha o seu e principalmente a sua escova, limpando sempre em água corrente após a escovação e mantendo-a em ambiente arejado e na vertical. 

Se consultar eventualmente com profissionais formados no curso de odontologia é importante para manter uma boa saúde bucal em dia e ter um acompanhamento com pessoas qualificadas para tal cuidado.

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Previdência privada pode contribuir para um futuro financeiro mais tranquilo

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Rotina de cuidados com a casa pode impedir a multiplicação de ácaros