em

Casos reincidentes: por que o número de recaídas sobre o uso de drogas só aumenta?

Estamos vivendo em uma realidade hoje em dia, no qual passamos por nervosismo, pressão e problemas psicológicos, ainda mais desde o início da pandemia

(Imagem ilustrativa/Freepik)
(Imagem ilustrativa/Freepik)

Estamos vivendo em uma realidade hoje em dia, no qual passamos por nervosismo, pressão e problemas psicológicos, ainda mais desde o início da pandemia. E essa situação de quarentena ou até mesmo qualquer situação de pressão psicológica e nervosismo que alguém pode passar, corre-se mais risco de os ex-dependentes químicos sofrerem alguma recaída.

Saúde mental

Quando um dependente químico passa a entregar sua vida às drogas, ele se desfaz de interação social, perdendo amigos e alguns familiares, por ter um afastamento.

E quando tal dependente resolve se tratar por livre e espontânea vontade ou por internação involuntária, corre-se o risco dessa pessoa trazer para sua realidade problemas psicológicos como ansiedade ou depressão por se sentir sozinho, ou se sentir mal pela dependência, por perder um emprego e ter medo de não conseguir outra oportunidade, e correr o risco de uma recaída.

Clínicas

As clínicas de reabilitação em Goiânia são a melhor opção para um dependente fazer um tratamento de forma correta para correr o mínimo risco de uma recaída, porém, tal clínica deve se importar devidamente com seus pacientes, para que os mesmos sejam bem tratados até que estejam em condições de voltarem à vida normal, e limpos da dependência química.

Por isso é muito importante pesquisar clínicas de recuperação e reabilitação, para encontrar uma com qualidade no tratamento com o paciente e que atendam a todos os tipos de tratamentos que um dependente necessita para ficar bem, e correr o mínimo risco de recaída.

Apoio familiar

O que leva muitas pessoas a terem recaídas de drogas, e esse número só aumenta gradativamente, é de se sentirem sozinhos e entediados após o tratamento, e não ter carinho e suporte familiar. É de suma importância que a família se disponibilize para a pessoa, não a repreenda e dê o apoio que ela necessitará, e ajudará muito em tal recuperação que não é fácil.

Para um sucesso permanente de tratamento contra as drogas, após passar numa clínica de reabilitação masculina, é fundamental que pessoas próximas ao ex-dependente elevem sua autoestima, fazendo com que o mesmo entenda que estava apenas doente, mas que com apoio de quem o ama, não passará mais por tal dependência.

*Este conteúdo colaborativo é de inteira responsabilidade de seu fornecedor e não representa, necessariamente, a opinião do Folha Geral

(Foto: TV Aparecida)

Padre Antonio Maria festeja o sucesso de seu programa de entrevistas na TV Aparecida

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Variabilidade do sono causa mau humor e pode provocar depressão