em

Prefeitura de Tabocas do Brejo Velho confirma primeiros casos positivos de Covid-19

Até o momento, todos encontram-se assintomáticos

(Imagem ilustrativa/Freepik)

A Prefeitura Municipal de Tabocas do Brejo Velho, Oeste da Bahia, confirmou na noite desta quarta-feira (17), os 5 primeiros casos positivos de Covid-19 realizados através de teste rápido em outro estado.

Tratam-se de 5 pessoas do sexo masculino, com idades entre 37 e 43 anos, que saíram de Tabocas do Brejo Velho no último dia 14, e assim que chegaram ao local de destino, testaram positivo através de teste rápido. Entre eles, mais 6 pessoas também fizeram o teste e todas testaram negativo.

O boletim não informou em qual estado foram realizados os testes. Ainda segundo o boletim, a Secretaria de Saúde está tomando todas as medidas de controle e prevenção para que os familiares que tiveram contato com essas pessoas permaneçam em isolamento domiciliar para acompanhamento e realização de teste rápido. Até o momento, todos encontram-se assintomáticos.

Segundo a Secretaria de Saúde, há 15 casos notificados aguardando o resultado do exame, 5 confirmados já mencionados, 10 descartados e 76 pessoas em monitoramento sem exigência de notificação.

Distanciamento social

Tabocas do Brejo Velho está entre os piores municípios baianos, ainda sem casos confirmados de Covid-19 no índice de isolamento social segundo dados da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) divulgados no dia 20 de maio (confira aqui).

A prefeitura tem tomado medidas de prevenção ao Covid-19 através de decretos e barreiras sanitárias nas entradas da cidade, porém não tem fiscalizado os estabelecimentos comerciais principalmente supermercados, verdureiros e bares que não estão cumprindo as recomendações sanitárias do próprio decreto, provocando aglomerações.

Adamy Gianinni

Jornalista, empresário, blogueiro, fotógrafo, universitário, profissional de TI e Flamenguista ❤. Apaixonado por mídia, fotografia e tecnologia, CEO da Seutec Inc. e editor-chefe da Folha Geral.

(Foto: Arquivo/Sesab)

Instituto Aiba doa recursos para o Hospital do Oeste

Dados da Fiocruz mostram que a população indígena é a que mais morre entre doentes que procuram hospitais (Foto: José Cícero da Silva/Agência Pública)

Uma morte a cada quatro dias: povo Xikrin é o mais afetado pela Covid-19 no Pará