Hospitais de campanha somam 673 leitos em Salvador e Lauro de Freitas
Siga nossas redes

Busque no site

Publicidade

Saúde

Hospitais de campanha somam 673 leitos em Salvador e Lauro de Freitas

Leitura: 3 minutos
Hospitais de campanha (Foto: Paula Fróes/GOVBA)
Hospitais de campanha (Foto: Paula Fróes/GOVBA)

A população baiana dispõe de 673 leitos, em cinco hospitais de campanha, para enfrentar a pandemia do coronavírus. Os leitos estão sendo implantados e ocupados progressivamente, de acordo com a demanda. O primeiro a ser entregue foi o Hospital Fazendão, na sede do Esporte Clube Bahia, em Lauro de Freitas, com 44 leitos para pacientes que não estão contaminados com o Covid-19 e onde, até esta terça-feira (14), já estão internados 10 pacientes, enquanto outros quatro são aguardados. ​

Ainda estão em construção os seguintes hospitais de campanha: Arena Fonte Nova, com 100 leitos de UTI e mais 140 leitos clínicos dedicados ao coronavírus; o Hospital Espanhol, com 80 leitos clínicos e mais 140 de UTI, também dedicados à Covid-19; e o Hospital Santa Clara, com 59 leitos clínicos para pacientes com suspeita do coronavírus. Localizado em Lauro de Freitas, o Hospital Riveside vai oferecer 110 leitos clínicos para pacientes que testaram positivo para o coronavírus.

Hospitais de campanha (Foto: Paula Fróes/GOVBA)
Hospitais de campanha (Foto: Paula Fróes/GOVBA)

Segundo a subsecretária da Saúde, Tereza Paim, não há como prever a data em que os pacientes ocuparão os próximos leitos em hospitais de campanha, uma vez que a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) está trabalhando com a prevenção. “Hoje nós temos o Instituto Couto Maia e o Ernesto Simões Filho com reservas de leitos. O próximo a ser ocupado é o Espanhol e depois a Arena Fonte Nova. Então, isso vai acontecer em ondas. A partir do momento em que vão sendo ocupadas as vagas, nós vamos aumentando a capacidade instalada de leitos de UTI. E assim enquanto a gente necessitar de leitos”, explica. ​

Tereza Paim destaca a adequação da Arena Fonte Nova para servir de hospital. A parte elétrica para a ligação dos equipamentos e os canos para os gases necessários na UTI já estão sendo implantados. “Estamos terminando a parte estrutural na Fonte Nova. A Bahia inovou, pois é uma arquitetura muito bem planejada. Nós não ocupamos o gramado, mas a própria instalação da arena”. ​

O Fazendão, em Lauro de Freitas, é o único não dedicado à Covid-19. “Nós temos hoje o Fazendão, nosso primeiro hospital de campanha, com capacidade para 44 leitos clínicos, que foi uma cessão do Esporte Clube Bahia para o Governo do Estado e já está em pleno funcionamento. São pacientes que estavam em hospitais onde houve necessidade de vagas, então eles foram transferidos para o Fazendão, que é um complemento para a alta hospitalar dessas pessoas”, acrescenta Tereza Paim.​

*Com Agência de Notícias

Veja também

Saúde

Estudo mostra relação entre horários, qualidade do sono e bem-estar; fatores socioeconômicos como gênero, raça e nível educacional impactam na condição de trabalho e,...

Notícia

Na trend, trabalhadores compartilham os benefícios que recebem das empresas

Notícia

Estudo aponta que região da Lagoa Azul, em Porto Seguro, deveria ser transformada em unidade de conservação

Notícia

Bahia inicia emissão nesta terça-feira, (9). Só faltam mais dois estados para todo o país aderir ao documento

Publicidade

Publicidade