em de

NIC.br e ISOC assinam acordo para promover boas práticas de segurança entre provedores do Brasil

É papel da comunidade técnica a disseminação de boas práticas que melhorem a segurança da Internet

O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) e a ISOC (Internet Society) assinaram nesta terça-feira (26) um memorando de entendimento que prevê inciativas e atividades conjuntas para conscientizar os provedores de serviços de acesso à Internet (ISPs) do Brasil sobre formas de aperfeiçoar a resiliência e a segurança do sistema de roteamento na Internet. A assinatura do memorando aconteceu durante encontro da ICANN62, no Panamá, e representa uma nova etapa do programa “Por uma Internet mais segura”, que agrega vários atores da cadeia de serviço de Internet no País.

As ações previstas acontecem no âmbito do MANRS (Mutually Agreed Norms for Routing Security ou Normas de Acordo Mútuo para Segurança de Roteamento), iniciativa da ISOC. As atividades promovem a segurança do sistema de roteamento global a partir de medidas da comunidade no sentido de impedir a propagação de informações de roteamento falsas, o tráfego com endereços que usem IP de origem forjados, ao mesmo tempo em que se facilita a comunicação operacional global e a coordenação entre os operadores de rede.

“O NIC.br e a ISOC estão em sintonia e compartilham a visão de uma Internet global aberta e segura que permita inovação e oportunidades a todos. Essa parceria potencializa as ações do programa “Por uma Internet mais segura”, do NIC.br, que tem no MANRS um importante aliado. É fundamental disseminar conhecimento e aperfeiçoar habilidades dos quase seis mil Sistemas Autônomos em operação no Brasil. A comunidade técnica tem um papel importante em impedir que tráfego malicioso saia de suas redes. Apenas com a cooperação entre os diversos atores teremos um ecossistema da Internet verdadeiramente saudável”, reforça Demi Getschko, diretor presidente do NIC.br.

“Este MoU traz uma oportunidade para ISPs e Sistemas Autônomos sinalizarem sua postura de segurança para seus clientes, bem como fazer parte de um conjunto de entidades voltadas a encontrar soluções para os problemas de segurança de roteamento da Internet. É nossa responsabilidade coletiva – como operadores de rede – garantir a confiabilidade e a segurança da Internet. Trabalhando em conjunto com o NIC.br e nosso capítulo local – a ISOC Brasil, esperamos receber mais membros do MANRS do Brasil para melhorar a segurança de roteamento em todo o mundo”, enfatiza Raúl Echeberría, vice-presidente global de engajamento da Internet Society.

Entre os objetivos listados no memorando está o trabalho conjunto do NIC.br e da ISOC para a implementação do Programa IXP MANRS no IX.br; a promoção de boas práticas de segurança do sistema de roteamento entre os ISPs do Brasil incluindo ações do MANRS, a cooperação na área de medição da segurança do sistema de roteamento e adoção do MANRS entre os ISPs brasileiros, além de colaboração em atividades de capacitação para disseminar boas práticas de segurança de roteamento dentro da comunidade de operadores de rede.

O Portal de boas práticas para a Internet no Brasil, do NIC.br, reúne informações voltadas aos sistemas autônomos brasileiros, entre elas, recomendações para Melhorar o Cenário de Ataques Distribuídos de Negação de Serviço (DDoS) e Implementação de Antispoofing para Redução de DDoS. Acesse: https://bcp.nic.br/. O portal do programa “Por uma Internet mais segura” entrará no ar em breve.

Sobre o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br

O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR — NIC.br (http://www.nic.br/) é uma entidade civil, de direito privado e sem fins de lucro, que além de implementar as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil, tem entre suas atribuições: coordenar o registro de nomes de domínio — Registro.br (http://www.registro.br/), estudar, responder e tratar incidentes de segurança no Brasil — CERT.br (http://www.cert.br/), estudar e pesquisar tecnologias de redes e operações — Ceptro.br (http://www.ceptro.br/), produzir indicadores sobre as tecnologias da informação e da comunicação — Cetic.br (http://www.cetic.br/), implementar e operar os Pontos de Troca de Tráfego — IX.br (http://ix.br/), viabilizar a participação da comunidade brasileira no desenvolvimento global da Web e subsidiar a formulação de políticas públicas — Ceweb.br (http://www.ceweb.br), e abrigar o escritório do W3C no Brasil (http://www.w3c.br/).

Sobre o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br

O Comitê Gestor da Internet no Brasil, responsável por estabelecer diretrizes estratégicas relacionadas ao uso e desenvolvimento da Internet no Brasil, coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no País, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. Com base nos princípios do multissetorialismo e transparência, o CGI.br representa um modelo de governança da Internet democrático, elogiado internacionalmente, em que todos os setores da sociedade são partícipes de forma equânime de suas decisões. Uma de suas formulações são os 10 Princípios para a Governança e Uso da Internet (http://www.cgi.br/principios). Mais informações em http://www.cgi.br/.

Sobre a Internet Society

Fundada por pioneiros da Internet, a Internet Society (ISOC) é uma organização sem fins lucrativos dedicada a garantir o desenvolvimento aberto, a evolução e ampliação do uso da Internet. Formada por membros de uma comunidade global, a Internet Society trabalha com uma ampla gama de grupos para promover tecnologias que mantêm a Internet segura e defende políticas que permitem o acesso universal. A Internet Society é também a patrocinadora da Internet Engineering Task Force (IETF). Para mais informações, acesse: www.internetsociety.org. Sobre o capítulo local, ISOC Brasil, consulte: www.isoc.org.br/.


Comunicar erro



Publicidade

Teste grátis por 14 dias. Se você gostar, assine utilizando o cupom: LC3JQAWPE3XK74E e ganhe 20% de desconto durante 1 ano. Saiba mais em: Conheça o G Suite


Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)







A tecnologia a favor da precisão em cirurgias

Alana Voguell

Modelo Alana Voguell retoma carreira em grande estilo posando para revista Sexy