em

Os cuidados com a saúde para quem usa aplicativos de relacionamentos

No artigo apontamos as mudanças tanto positivas com as negativas que a internet e os aplicativos geraram e geram diariamente na vida das pessoas em todo o mundo

Ilustração. Foto: Pixabay
pessoas, relacionamentos, gente, people-2557411_960_720
Ilustração. Foto: Pixabay

No final do ano passado, publicamos um artigo aqui no Folha Geral intitulado: Os benefícios e os malefícios que as redes socais trouxeram para os relacionamentos. No artigo apontamos as mudanças tanto positivas com as negativas que a internet e os aplicativos geraram e geram diariamente na vida das pessoas em todo o mundo.

O que a internet trouxe de grande revolução é a possibilidade de aproximar pessoas que antes estavam mais distantes através de apenas um click. Hoje, é possível conhecer novas pessoas por aplicativos como Badoo e outros, os quais conectam pessoas geograficamente próximas e com interesses em comum, mas que em outros tempos não teriam tanta facilidade para se conectarem. Mas tudo é preciso ter equilíbrio e balanço.

A internet não é nem boa e nem má, mas sim o uso que se dá a ela. Se os relacionamentos atuais estão sofrendo por causa das tecnologias, é porque as pessoas não estão usando-as da melhor maneira possível e para o seu maior bem-estar e qualidade de vida. Pensando nisso, achamos importante aqui no Folha Geral dar algumas dicas sobre quais são os cuidados que devem ser tomados com a saúde para quem usa aplicativos de relacionamentos.

Hoje também há diversos cursos gratuitos que ajudam as pessoas a aprenderem a como se comportarem nas redes sociais e nos aplicativos de relacionamentos para evitar problemas de saúde em geral, mas principalmente a ansiedade e a depressão, os quais são doenças bastante comuns relacionados com o uso incorreto e não saudável da internet.

Veja abaixo os cuidados que separamos, entre eles: usar os aplicativos de relacionamentos com moderação, evitar omissões e mentiras nas conversas, não manter expectativas elevadas, evitar ficar somente no mundo online, tratar os outros como gostaria de ser tratado e aprender a lidar com a rejeição. Esses são 6 pontos que consideramos muito importantes para a saúde emocional e mental.

Usar os aplicativos de relacionamentos com moderação

Não dá para ficar o dia inteiro selecionando perfis e também conversando com os perfis que foram compatíveis. O dia tem 24 horas que devem ser usadas com total sabedoria, dando tempo para cada uma das áreas da vida. Há tempo de se concentrar no trabalho ou nos estudos, tempo de cuidar da casa e também tempo de cuidar de si e dos outros relacionamentos já existentes, como familiares e amigos, para somente depois dedicar algumas horas do dia para esses aplicativos.

Evitar omissões e mentiras nas conversas

Para ficar longe de problemas é preciso também evitar omissões e mentiras durante todas as formas de conversa dentro dos aplicativos de relacionamento. Quanto mais verdadeiro se for melhor, já que em grande maioria dos casos, as conversas onlines se tornam conversas offlines e aí as coisas podem ficar mais sérias. Os segredos podem gerar problemas e levar às situações delicadas, por isso é melhor prevenir-se do que remediar.

 Não manter expectativas elevadas

Grande parte da frustração que pode levar a ansiedade e a depressão é alimentada pela própria pessoa que pode manter expectativas elevadas. Quando se espera algo de alguém, há uma projeção e também a criação de uma fantasia. Para evitar isso e a desilusão amorosa, ficar com os pés no chão é fundamental. Proteger-se até entender quais são as intenções da outra pessoa e também ter conversas honestas é o caminho que gera um relacionamento mais saudável e consequentemente, uma vida também.

céu, gente, amor, namorados, casais, ar livre, sky-2601156_960_720
Ilustração. Foto: Pixabay

Evitar ficar somente no mundo online

Quando sentir que é a hora certa, é preciso partir para o mundo offline. O relacionamento virtual pode ser muito bom, mas nada se compara com o relacionamento no mundo físico. As pessoas precisam de outras linguagens para se comunicarem e despertarem uma conexão mais forte. O toque, os olhares, os sorrisos são formas de interagir que demonstram algo que vai muito além das teclas do celular, sem elas pudessem perder o que nos torna humano e nos distancia das inteligências artificias, por exemplo.

Tratar os outros como gostaria de ser tratado

Um dos principais problemas dos aplicativos de relacionamentos é o que se chama em inglês: ghosting. Isso é o nome que se dá ao hábito de desaparecer da vida da outra pessoa como se fosse um fantasma, já que mesmo não estando mais presente, a pessoa ainda sente a presença do outro pois não houve um adeus ou uma explicação. Sumir da vida da outra pessoa sem das explicações não é educado e não é saudável, podendo gerar consequências graves para a saúde dela. Por isso, quando não se quer mais manter uma relacionamento com alguém, basta dizer adeus.

Aprender a lidar com a rejeição

Por fim, é preciso aprender a lidar com a rejeição, já que como há maior exposição gerada pela facilidade dos encontros amorosos, há também maior rejeição. O que também aumenta a rejeição é a fragilidade e momentaneidade dos relacionamentos, os quais começam mais rápidos, mas também terminam mais rápidos, trazendo uma maior necessidade de adaptação com as mudanças e com a instabilidade do mundo moderno.

Ou seja, para usar os aplicativos de relacionamento com mais saúde é preciso ser o máximo verdadeiro o possível, sair também do mundo online para o offline, ter exepectativas verdadeiras e bem fundamentadas e não deixar de cuidar das outras áreas da vida e também dos relacionamentos já existentes.

A honestidade faz parte de uma vida mais saudável e sem problemas, principalmente os de caráter emocionais e mentais, além disso, é preciso interagir no ao vivo e demonstrar afeto de várias formas, muito além das mensagens de textos, aúdios, vídeos e fotos digitais.

Viver saudavelmente nos tempos modernos não é algo fácil e nem simples, mas também não é impossível. Seguindo esses 6 cuidados dá para proteger-se e cuidar da saúde mental e emocional. As ferramentas digitais, como o Badoo, surgiram para trazer melhores soluções para os problemas da sociedade moderna, por isso, usando-as com sabedoria e com cuidado, elas podem trazer muito mais benefícios do que malefícios, transformando a vida para que os sonhos mais íntimos se tornem realidade, tudo dependendo da maneira com vão ser utilizadas.


Comunicar erro





Loading...


Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)

Cresce prejuízo de agricultores por conta do corte d’água na zona rural de Petrolina

Cresce prejuízo de agricultores por conta do corte d’água na zona rural de Petrolina

2018 Cúpula Inter-Coreana: O momento histórico do Presidente Moon Jae-in, Presidente da Comissão de Assuntos de Estado Kim Jong Un em Panmunjeom, na Cúpula Inter-Coreana de 2018 no KINTEX em Goyang, Gyeonggi-do em 27 de abril

Coreias e o aperto de mão do século