em de

Comunidade japonesa invade a Praia de Copacabana com mutirão de limpeza e apresentações culturais neste domingo

Sacolas plásticas foram distribuídas para que os banhistas guardassem seu próprio lixo

Foto: Bruno Coqueiro
Comunidade japonesa invade a Praia de Copacabana com mutirão de limpeza e apresentações culturais neste domingo
Foto: Bruno Coqueiro

Cariocas e turistas que aproveitavam o domingo (20/01) de sol em Copacabana foram surpreendidos por um arrastão do bem. Cerca de 40 descendentes de japoneses que vivem no Rio de Janeiro percorreram as areias da praia em um mutirão de limpeza e distribuíram sacolas plásticas para que os banhistas guardassem seu próprio lixo. Ao mesmo tempo, na Avenida Atlântica, desfilava um bloco tipicamente oriental.

“O objetivo era compartilhar uma das principais características da nossa cultura, que é o cuidado com o asseio dos espaços públicos e a consciência de que cada cidadão é responsável pelo ambiente em que vive. A ideia é dar o exemplo para que todos cuidem melhor dessa cidade maravilhosa”, afirma Sérgio Takao, organizador do Rio Matsuri, festival da cultura japonesa que vai acontecer no Riocentro no próximo fim de semana.

Comunidade japonesa invade a Praia de Copacabana com mutirão de limpeza e apresentações culturais neste domingo
Foto: Bruno Coqueiro

“Achei uma iniciativa linda. As pessoas precisam aprender desde pequenas, em casa, que cada um é responsável pelo seu lixo. Infelizmente, a maior parte dos cariocas acha que gari é empregado. Não é. Todos somos responsáveis. Acho que ações como essa ajudam a constranger os que deixam a praia suja e estimulam a reflexão”, diz a manipuladora de alimentos Vânia Souza, de 39 anos, que estava curtindo a praia com amigos.

Com tambores tradicionais (taiko) e um grupo de dança que se apresenta acompanhado por uma alegoria de dragão com mais de 10 metros, 30 artistas da comunidade nipônica performaram do posto 2 ao 5, encantando o público. O ritmo de batida cadenciada foi garantido pelo Ryukyu Koku Matsuri Daiko, nome que significa, literalmente, “Tambores Festivos do Reino de Ryukyu”. Fundado em Okinawa (sul do Japão), em 1982, o Ryukyu Koku Matsuri Daiko tem a intenção de preservar e difundir a cultura e as tradições locais por meio de manifestações artísticas.

Comunidade japonesa invade a Praia de Copacabana com mutirão de limpeza e apresentações culturais neste domingo
Foto: Bruno Coqueiro

Já a Dança do Dragão Japonês (Jya Odori) é típica da província de Nagasaki-ken, e é apresentada pelos grupos em evoluções com a alegoria de dragão sendo articulado por 15 pessoas, além das coreografias e movimentos ensaiados para enaltecer as tradições do país de origem.

“Foi maravilhoso ver de perto um pouco dessa cultura que normalmente só temos acesso pela TV. Lá em casa as crianças só assistem desenhos japoneses, mangás e ficaram encantadas de ver aqui pessoalmente esse dragão lindo”, comenta a contadora Valéria Cristina Silva, de 42 anos, acompanhada de dois de seus três filhos.

Comunidade japonesa invade a Praia de Copacabana com mutirão de limpeza e apresentações culturais neste domingo
Foto: Bruno Coqueiro

A ação também tinha o objetivo de dar uma prévia do que será possível encontrar no Rio Matsuri, festival da cultura japonesa que acontece de 25 a 27/01 no Riocentro, na Barra da Tijuca. Durante os três dias de evento, será possível conhecer melhor os hábitos, a culinária, os esportes, as artes, a música e as filosofias do Japão. Tudo apresentado por japoneses e seus descendentes.
Rio Matsuri

No próximo fim de semana, o Rio Matsuri, festival da cultura nipônica, vai proporcionar uma verdadeira imersão nas tradições milenares da próxima sede dos Jogos Olímpicos, assim como nos esportes, gastronomia, música, dança, moda, arte e cultura pop da Terra do Sol Nascente. A programação conta com atrações para todas as idades, e as crianças de até 8 anos entram de graça.

Comunidade japonesa invade a Praia de Copacabana com mutirão de limpeza e apresentações culturais neste domingo
Foto: Bruno Coqueiro

O evento, que será realizado no Riocentro, na Barra da Tijuca, chega a sua 2ª edição repleto de novidades e com a ampliação de áreas que fizeram grande sucesso em 2018. O espaço gastronômico – com comida realmente tradicional, muitas dificilmente encontradas nos restaurantes japoneses no Brasil – está duas vezes maior.

A programação conta ainda com artes marciais, Cerimônia do Chá, exposições de Mangá e de objetos das províncias japonesas, Bonsai, Ikebana e artes plásticas, além de workshops de gastronomia, Origami, Mangá, Shodô, Pixel Art e Ikebana. Quem passar pela Arena Tatame também poderá participar de atividades interativas e, ao mesmo tempo, aprender sobre esportes japoneses, como Judô, Karatê, Kendô, Iaidô, Jodô e Aikidô.

Comunidade japonesa invade a Praia de Copacabana com mutirão de limpeza e apresentações culturais neste domingo
Foto: Bruno Coqueiro

Serviço
Evento: Rio Matsuri
Datas: 25 a 27/01/2019
Local: Riocentro – Pavilhão 4 – Avenida Salvador Allende, 6555 – Barra da Tijuca.

Classificação etária: livre
Ingressos (crianças até 8 anos não pagam)

Lote 02
Inicio: 10/01 – 0h
Valor Inteira: R$ 25,00

Lote 03
Início: 25/01 – 0h
Valor Inteira: R$ 30,00
Vendas pelo site do evento: www.riomatsuri.com.br


Comunicar erro





Publicidade

Teste grátis por 14 dias. Se você gostar, assine utilizando o cupom: V7XEW4HLYGAYUHT e ganhe 20% de desconto durante 1 ano. Saiba mais em: Conheça o G Suite



Loading...


Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)




19/01/2019 - Universidade Cruzeiro do Sul (Polo Tabocas do Brejo Velho). Foto: © Adamy Gianinni/Seutec Studio

Tabocas do Brejo Velho ganha polo da Universidade Cruzeiro do Sul

dinheiro, euro-427531_1280

Empréstimo rápido pela internet: é seguro?