em de ,

Abrapa e Aiba solicitam mais crédito para o agricultor

Abrapa e Aiba solicitam mais crédito para o agricultor. Foto: Divulgação/Embrapa
Abrapa e Aiba solicitam mais crédito para o agricultor. Foto: Divulgação/Embrapa

A convite da ministra da Agricultura, Kátia Abreu, os presidentes da Abrapa, João Carlos Jacobsen, e da Aiba, Júlio Cézar Busato, se reuniram no dia 30 de setembro, em Brasília. O motivo da reunião foi discutir a celeridade da disponibilização de limites de crédito para os agricultores de ACCs e PPE para suprir parte da demanda de crédito para o setor agrícola e, principalmente, o de algodão. Por isso, também foram convocados para a reunião, o presidente do Banco do Nordeste, Marcos Holanda, e o diretor de Agronegócios do Banco do Brasil, Clenio Teribele.

Jacobsen e Busato relataram que a alta acelerada do dólar, nos últimos dois meses, reduziu o poder de compra de insumos (fertilizantes e defensivos) por parte dos agricultores, uma vez que eles são comercializados na moeda americana e que os projetos de custeio agrícola foram elaborados em real há mais de dois meses.  Dentro deste cenário, ainda houve uma redução de crédito agrícola por parte das instituições financeiras privadas, fato que retirou o dinheiro que deveria estar circulando no setor.

Diante do exposto, os presidentes da Abrapa e da Aiba solicitaram maior agilidade na liberação de empréstimos para o setor e a busca de uma melhoria no sistema de avaliação de garantias, uma vez que as propriedades estão estimadas em valores abaixo dos praticados no mercado. A principal consequência disso, segundo eles, é que o valor das áreas dadas em garantia varia de 40% a 50% de seu valor real, diminuindo os créditos tomados pelos produtores e fazendo falta no cenário atual de instabilidade econômica.

Os representantes das instituições financeiras entenderam o problema e se comprometeram a, na próxima semana, apresentar resultados das demandas por ACCs e PPE.  Ainda durante a reunião, Jacobsen e Busato entregaram à ministra Kátia Abreu uma solicitação de manutenção do estado emergência Fitossanitária para a Bahia e outros Estados e agradeceram a ela, mais uma vez, pelo trabalho que tem realizado em benefício do agronegócio do país.

Ascom Aiba


Comunicar erro



Publicidade

Teste grátis por 14 dias. Se você gostar, assine utilizando o cupom: LC3JQAWPE3XK74E e ganhe 20% de desconto durante 1 ano. Saiba mais em: Conheça o G Suite



Loading...


Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)




Aiba busca estruturar a pesquisa em algodão no Oeste da Bahia

Mostra de Cursos da FASB atrai atenção de estudantes de ensino médio de Barreiras