Foto: Divulgação
em

Loja Maçônica Fraternidade Barreirense é reconhecida como de utilidade pública, após 66 anos de atuação em Barreiras

A indicação foi feita à Câmara Municipal pelo vereador Carlos Costa e aprovada na sessão de terça-feira (16)

Loja Maçônica Fraternidade Barreirense é reconhecida como de utilidade pública, após 66 anos de atuação em Barreiras
Foto: Divulgação

Fundada em 1º de agosto de 1952, a Grande Benemérita Loja Maçônica Fraternidade Barreirense nº 44, é declarada, após 66 anos de serviços prestados à população de Barreiras, como de utilidade pública. A indicação foi do vereador Carlos Costa e aprovada pelos demais vereadores durante a sessão desta terça-feira (16). A Loja Maçônica Fraternidade Barreirense é uma instituição filosófica, educativa, sem fins lucrativos, que tem por finalidade o aperfeiçoamento moral, intelectual e social da humanidade. Em Barreiras possui um vasto trabalho e ações de apoio à comunidade.

Dentre as iniciativas realizadas no decorrer de seis décadas de atuação, destaque para a fundação, em1988, da Ordem Paramaçônica destinada aos jovens do sexo masculino, denominado “Capitulo Juventude Barreirense da Ordem DeMolay nº 94”. E, em de 1994, o Bethel #03 Barreirense das Filhas de Jó, voltado para jovens do sexo feminino. Ambos com a proposta de formar cidadãos dedicados ao auxílio do próximo em suas necessidades básicas e educacionais, além de passar aos participantes noções de cidadania e de comprometimento com o meio em que vivem.

Loja Maçônica Fraternidade Barreirense é reconhecida como de utilidade pública, após 66 anos de atuação em Barreiras
Foto: Divulgação

Em 1985 a oferta de vagas em Barreiras não correspondia às reais necessidades da população, em especial, das classes menos favorecidas. Nascia aí o Complexo Maçônico, com a aquisição de uma área no bairro Sandra Regina e a fundação do Centro de Ensino São João, que garantia ensino gratuito para crianças carentes. No mesmo local, em 1986 foi instalado um posto de saúde para atendimento prioritário dos alunos atendidos pelo Centro de Ensino São João, e posteriormente, estendido aos alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), entidade trazida a Barreiras em 1994, pela Loja Maçônica Fraternidade Barreirense.

“Trata-se de um justo reconhecimento pelo trabalho incansável realizado em prol dos mais necessitados e pela população em geral de Barreiras. Um trabalho nobre, responsável e que merece todos os nossos aplausos. Um compromisso pessoal que particularmente, como membro desta entidade, devia à Loja Maçônica Fraternidade Barreirense”, destaca o vereador Carlos Costa.

Da Redação*

*Com colaboração de (jornalista, agência, assessoria ou especialista)

Posse, palestra e boas expectativas marcam abertura da 1ª Autovale em Petrolina

Posse, palestra e boas expectativas marcam abertura da 1ª Autovale em Petrolina

currículo, cv, resume-2445060_1920

Como montar (ou atualizar) seu CV e garantir um emprego temporário no fim do ano