em ,

Estudantes celebram os 172 anos do poeta Castro Alves

Dia da Poesia com alunos do Colégio Ypiranga
Dia da Poesia com alunos do Colégio Ypiranga. Foto: Claudionor Jr.

Os estudantes do Colégio Estadual Ypiranga, no bairro Dois de Julho, em Salvador, celebraram, nesta quinta-feira, o 172º aniversário do poeta Castro Alves (1847-1871) e o Dia da Poesia, na Praça da Piedade, no centro da cidade. A iniciativa faz parte de um projeto que acontece, tradicionalmente, a cada 14 de março. Depois de recitarem e assistirem às performances poéticas do grupo Coletivo Poesia das Sete Praças, os alunos seguiram até à Praça Castro Alves, acompanhados da Fanfarra do Colégio Ypiranga, para mais uma homenagem junto a grupos de poesia convidados, como o Poetas da Praça e o Boca de Brasa. No entorno da estátua do poeta, estudantes e convidados recitaram e cantaram os parabéns para o poeta, ao redor de um bolo decorado.

O estudante Luís Carlos Soares, 17, 3º ano, um dos que recitaram na Praça da Piedade, falou sobre o seu encantamento com a obra do poeta do Romantismo e autor de ideias políticas e sociais libertárias. “Eu fui apresentado à poesia de Castro Alves no Colégio Ypiranga, quando estava no 6º ano e participei de uma oficina. Fiquei encantado com a poesia empoderada dele, com a sua voz em favor dos negros. No 2º ano, estudamos o Romantismo e aí aprofundei nas poesias de Castro Alves, como ‘Navio Negreiro’, que sei recitar”, disse, orgulhoso.

Dia da Poesia com alunos do Colégio Ypiranga
Dia da Poesia com alunos do Colégio Ypiranga. Foto: Claudionor Jr.

A poesia de Castro Alves também empolga o estudante Filipe Duarte, 18, 3º ano. “Foi no colégio que me despertei para a poesia de Castro Alves e gostei muito do jeito que ele escreve e a temática libertária de sua obra. Acredito que foi através da poesia de Castro Alves que passei a compreender melhor os conteúdos de Literatura”, relatou.

Dia da Poesia – O dia do nascimento da poesia se tornou o Dia da Poesia a partir de 1999, por iniciativa da 30ª Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), para incentivar a promoção da leitura, da escrita, da publicação e do ensino da poesia. No ambiente escolar, destaca a professora de História, Maria Celuta Vilas Boas, os estudantes são estimulados a trabalhar a poesia durante todo o ano letivo. “Chamamos a atenção dos nossos alunos que hoje é um dia de celebração, mas o Dia da Poesia é todo o dia, porque a poesia é a linguagem da alma, por meio da qual as pessoas expressam os seus sentimentos. E Castro Alves é esta grande referência, porque ele usou a sua voz para combater as injustiças sociais. No Ypiranga, temos um trabalho contínuo com os estudantes, que são os protagonistas, e os incentivamos a produzir poesia. Além disso, temos um trabalho associado à comunidade do bairro, onde a arte é pulsante”.

A professora de Língua Portuguesa, Elizabete de Oliveira, destacou a proposta pedagógica interdisciplinar, o incentivo ao protagonismo estudantil e a importância da Literatura no cotidiano “Temos na obra de Castro Alves um incentivo para a poesia. Como ele viveu os últimos dias de sua vida no nosso colégio, costumo ressaltar para os nossos alunos a importância do local que habitamos e da poesia de Castro Alves, que foi o primeiro poeta brasileiro que fez da sua voz a voz do negro. Ele representa, para nós, o símbolo da liberdade. No Ypiranga, a poesia de Castro Alves é trabalhada de várias formas, como sarau e peças de teatro, como a dramatização de Navio Negreiro”.


Comunicar erro



Publicidade Publicidade

Conheça o G Suite



Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)

Deixe sua opinião

tiltbrush

Shopping Metropolitano Barra recebe o Lemonade Experience com a experiência Tilt Brush by Google

Clay e Luciana Brites

Livro mostra que o autismo não é o fim de tudo