Governo Federal anunciam novos aportes de R$ 2,4 bi na Bahia e entregam 40,3 km de duplicações na BR-116
Siga nossas redes

Busque no site

Publicidade

Notícia

Governo Federal anunciam novos aportes de R$ 2,4 bi na Bahia e entregam 40,3 km de duplicações na BR-116

“Presidente fez um compromisso de não deixar obra parada, é isso que viemos fazer aqui”, destacou Renan Filho durante inauguração em Feira de Santana, segunda maior cidade do estado

Leitura: 4 minutos

Percorrer a BR-116/BA entre Santa Bárbara e Feira de Santana, no centro-norte do estado baiano, ficou mais seguro e rápido do que nunca. E isso é só o começo. Com 40,3 quilômetros duplicados, a inauguração das obras no trecho aconteceu nesta segunda-feira (1), em cerimônia com a participação do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e do ministro dos Transportes, Renan Filho. Os dois também lançaram um pacote extenso de obras na Bahia, com abertura de licitações e assinaturas de ordens de serviço e de contrato avaliadas em R$ 2,4 bilhões.

Em fala durante o evento de entrega, o ministro dos Transportes, Renan Filho, destacou o cuidado em refazer o projeto para atender a população. “O presidente fez um compromisso de não deixar obra parada, é isso que viemos fazer aqui, e com qualidade. Obra urbana não é obra de rodovia. O projeto que recebemos do último governo não tinha iluminação, calçada, ciclovia… Não levaram em consideração que a rodovia passa na frente das casas, de comércios. Fizemos o projeto ouvindo as pessoas. Com espaços para que a cidade viva, se aproprie dela, assim que funciona o governo do presidente Lula.”, elaborou.

O trecho duplicado da BR-116/B

A BR já recebeu investimento de R$ 467,2 milhões, com a implantação de vias laterais, adequação de capacidade, construção de cinco intersecções, oito retornos operacionais duplos, 12 passarelas para pedestres, três pontes e 15 viadutos. E o impacto na região foi imediato, com a geração 6,7 mil empregos diretos e indiretos ao longo da execução das obras.

Para o motorista Orlando Evangelista, de 51 anos, a duplicação não só melhorou o trânsito como contribuiu para reduzir o risco no trânsito da região. “Acontecia muito acidente por causa dos engarrafamentos e dos buracos. Desviando pela pista, pra lá e pra cá, a gente se arrisca. Melhorou bastante”, resumiu.

Pacote de obras

Durante a entrega da duplicação da rodovia federal, o presidente e o ministro anunciaram uma nova leva de obras rodoviárias e ferroviárias para a Bahia. Veja abaixo onde serão distribuídos os investimentos:

(Fonte: Ministério dos Transportes)
(Fonte: Ministério dos Transportes)

Todas essas obras, somadas à entrega da duplicação da BR-116/BA hoje, resultarão em investimentos em infraestrutura na ordem de R$ 2,8 bilhões para a Bahia, melhorando ainda mais a condição das rodovias federais no estado. Considerada um dos principais corredores rodoviários das regiões Nordeste, Sudeste e Sul, a BR-116 precisava das obras de adequação e duplicação na Bahia para que seja facilitada a distribuição da produção industrial.

Juçuai Camargo sabe bem: o caminhoneiro de 45 anos conhece intimamente as estradas do Brasil, em especial as da Bahia. “Três anos atrás estava uma buraqueira danada. Cheguei a quebrar o rolamento por essas bandas, sempre tinha fila e eu perdia muito tempo para percorrer um trecho curto”, lembrou. “Estrada boa representa economia, segurança e menos estresse para quem passa por aqui. Agora está bem melhor”.

“Vamos fazer a ligação de Cocos (BA) até Mambaí (GO) são 194km de asfalto que estão sendo autorizados hoje. Isso vai aproximar Brasília do litoral baiano. Quem é do Centro-oeste vai fortalecer o turismo e ajudar o crescimento da produção de agricultura do oeste baiano.”, destacou o ministro Renan Filho.

O governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, reforçou importância do trabalho do Ministério dos Transportes para levar infraestrutura ao interior do estado. “O que o ministro Renan falou é muito sério. Ainda temos municípios na Bahia em que não chegou asfalto. E isso está mudando. Nós vamos pisar em Maraú e no baixo sul com asfalto”, falou. Já o presidente Lula completou falando sobre a maior prioridade em seu governo: cuidar do povo. “Quando fazemos investimentos, eu quero saber se o povo realmente precisa.”, pontuou.

Ainda no mesmo evento, foi feita a assinatura que autoriza a contratação de 1.075 empreendimentos habitacionais, parte da nova seleção do programa “Minha Casa, Minha Vida” em Feira de Santana, além da assinatura de contratos de beneficiários do Programa Periferia Viva. Participaram da cerimônia também o ministro da Casa Civil, Rui Costa, o ministro de de Cidades, Jader Filho, e a ministra da Cultura, Margareth Menezes.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Quer anunciar? Clique aqui

Recorde de qualidade

Em maio, o Índice de Condição de Manutenção (ICM) da malha rodoviária nacional, calculado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), bateu recorde da série histórica desde 2016, com registro de 70% das rodovias federias em bom estado de conservação e 12% em estado considerado ruim ou péssimo.

A Bahia foi um dos estados que contribuiu para esse resultado, com um crescimento percentual de 28% nas rodovias federais em bom estado de conservação desde o início do novo governo. O estado passou de 47% da malha rodoviária em boas condições em 2022 para 75% de rodovias federais em bom estado de conservação.

*Com Agência de Notícias

Veja também

Saúde

Em pesquisa dinamarquesa, programa de um ano de exercícios permitiu ganhos expressivos que compensaram perda muscular posterior; ideal é que atividades físicas sejam praticadas...

Notícia

Na trend, trabalhadores compartilham os benefícios que recebem das empresas

Notícia

Estudo aponta que região da Lagoa Azul, em Porto Seguro, deveria ser transformada em unidade de conservação

Notícia

Bahia inicia emissão nesta terça-feira, (9). Só faltam mais dois estados para todo o país aderir ao documento

Publicidade

Publicidade